Avatar Wiki
Advertisement
Emblema espiritual.png


"Wan Shi Tong e seus vasculhadores de conhecimento recolheram livros do mundo inteiro, e os deixaram para a humanidade ler, para que pudéssemos melhorar."
— Professor Zei descrevendo os vasculhadores.[1]

Os Vasculhadores de Conhecimento são espíritos semelhantes a raposas, assistentes do espírito do conhecimento Wan Shi Tong, viajando pelo mundo coletando livros e pergaminhos antigos para contribuir com os vastos arquivos de sua biblioteca. Os Vasculhadores de Conhecimento também ajudam os usuários da biblioteca e fornecem assistência para encontrar livros, mas podem esperar recompensas.[2]

História[]

Quando Aang, Katara, Sokka, Toph, Appa e o Professor Zei encontraram uma grande torre no meio do Deserto de Si Wong, eles não sabiam que estavam olhando para o topo da Biblioteca de Wan Shi Tong até que um Vasculhador de Conhecimento apareceu de repente sobre uma duna enquanto carregava um pergaminho em sua boca. Aproximou-se do edifício e escalou as paredes sem esforço, entrando por uma janelinha no topo da torre, o que fez o grupo perceber que não estava olhando para uma torre comum; mas a biblioteca espiritual que eles estavam procurando.

Um dos Vasculhadores de Conhecimento recebeu um prêmio por liderar a Equipe Avatar até a sala do calendário planetário.

Dentro da biblioteca, quando Aang, Sokka e Katara descobriram os restos de um velho pedaço de papel que mencionava "O dia mais sombrio da história da Nação do Fogo", um dos Vasculhadores de Conhecimento os levou a um antigo calendário mecânico que retratava os movimentos dos corpos celestes e mostrou-lhes como funcionava. Depois de inserir a data do pergaminho no calendário, eles descobriram que um eclipse solar ocorreu no "dia mais sombrio". Usando essa informação, Sokka deduziu que dobradores de fogo perdiam sua dobra durante um eclipse solar. Em troca de sua ajuda, Sokka deu a raposa uma guloseima.[1]

Os Vasculhadores de Conhecimento continuaram a habitar a biblioteca depois que ela foi devolvida ao Mundo Espiritual, e mantiveram sua tarefa de recuperar novas informações para seu mestre. Jinora chegou à biblioteca em 171 DG, ​​buscando informações sobre a localização dos portais espirituais. Embora Wan Shi Tong não acreditasse que uma garotinha pudesse fornecer qualquer informação nova, Jinora explicou rapidamente o funcionamento interno do rádio, contradizendo a afirmação de um vasculhador de que um homem residia dentro de uma pequena caixa, cantando e tocando instrumentos musicais. Wan Shi Tong olhou ferozmente para o vasculhador que trouxe essa desinformação, fazendo-o inclinar a cabeça e ir embora envergonhado. Depois que o espírito da coruja concedeu permissão a Jinora para permanecer na biblioteca, ela foi procurar um mapa dos portais espirituais. Depois de examinar vários volumes sem sucesso, ela pediu ajuda a um Vasculhador de Conhecimento próximo, e o espírito prontamente recuperou um livro para ela sobre a Convergência Harmônica. Percebendo que o livro era o que ela precisava, Jinora acariciou o Vasculhador de Conhecimento em sua cabeça e agradeceu por sua ajuda.[3]

Quase uma semana depois, um Vasculhador de Conhecimento alertou Iroh sobre a presença de Tenzin, Kya e Bumi no Mundo Espiritual.[4]

Anatomia[]

Um dos Vasculhadores de Conhecimento encontrou um livro a pedido de Jinora.

Os Vasculhadores de Conhecimento tem uma semelhança com a raposa do mundo real, mas sem os bigodes. Tem quatro pernas longas, um focinho em forma de triângulo e uma cauda. Possui pelo marrom com uma mancha de pelo mais brilhante abaixo da boca, no final da cauda, ​​nas patas dianteiras e na parte posterior do corpo. Seus olhos são pretos e estreitos,[1] ou azuis brilhantes sem pupilas.[3]

Aparições[]

Avatar: A Lenda de Aang[]

Livro Dois: Terra (土)[]

A Lenda de Korra[]

Livro Dois: Espíritos (神靈)[]

Trívia[]

  • Os Vasculhadores de Conhecimento são semelhantes à raposa de nove caudas coreana ou kumiho, que se diz ser uma criatura mística que trouxe livros para o rei em uma época de ouro, assim como aos espíritos da raposa japoneses, kitsune, que servem à divindade Inari. Como os Vasculhadores de Conhecimento, a kitsune também "buscava conhecimento" e dizia-se que ganhava várias caudas à medida que ganhavam mais conhecimento.
  • Desenhados por Angela Song Mueller, esses espíritos foram inspirados em sua Shiba Inu, Sophie, embora com pernas muito mais longas.
  • O guia animal do Avatar Kyoshi era um espírito de raposa que lembrava os Vasculhadores de Conhecimento.

Referências[]

  1. 1,0 1,1 1,2 A Biblioteca. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 10. Nickelodeon. (14 de julho de 2006). John O'Bryan (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).
  2. Do antigo site oficial de Avatar: A Lenda de Aang, originalmente em Nick.com (link). Em inglês; já não mais atualizado, nem disponível. Enciclopédia arquivada em aqui.The Lost Lore of Avatar Aang - Creature: Knowledge Seekers.
  3. 3,0 3,1 Uma Nova Era Espiritual. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 22. Nickelodeon. (8 de novembro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  4. Cai a Escuridão. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 25. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).

Veja também[]

  • Fauna no Mundo de Avatar
Advertisement