Avatar Wiki
Advertisement

O Movimento para Restauração da Harmonia foi uma campanha para remover a presença da Nação do Fogo do Reino da Terra transferindo os habitantes das colônias da Nação do Fogo de volta ao seu país. Isso foi proposto pelo Avatar Aang na cerimônia de re-coroação do Rei da Terra Kuei e foi celebrado pelos cidadãos do Reino da Terra. Entretanto, o movimento acabou levando um conflito entre o Rei da Terra Kuei e o Senhor do Fogo Zuko mediado pelo Avatar Aang.

História[]

Prelúdio[]

Antes do início da Guerra dos Cem Anos, o Senhor do Fogo Sozin ocupou os territórios do Reino da Terra[2] e transferiu os cidadãos da Nação do Fogo para a área. Quando Avatar Roku o confrontou sobre isso, Sozin atacou, mas Roku o derrotou. No entanto, apesar de sua derrota, o Senhor do Fogo nunca dissolveu as colônias, e essas primeiras colônias continuariam a prosperar até 0 AG.[1] Quando a Guerra dos Cem Anos começou, mais terras foram ocupadas pela Nação do Fogo e mais colônias foram formadas. Essas práticas continuaram durante o reinado do Senhor do Fogo Ozai, mais de 130 anos após a ocupação de Yu Dao.

Dissolução de colônias mais novas[]

Ver também: Resistência contra o Senhor do Fogo Zuko

Kori Morishita tentou assassinar o Senhor do Fogo Zuko no Palácio Real da Nação do Fogo.

Imediatamente após o fim da guerra, Zuko, Aang e Kuei se reuniram para discutir a restauração da paz. Zuko prometeu livrar o Reino da Terra das colônias a todo custo, enquanto Aang se ofereceu para garantir que tudo corresse pacificamente. O processo começou sem incidentes por quase um ano, já que muitos moradores das novas colônias da Nação do Fogo estavam ansiosos para voltar para casa. No entanto, surgiram problemas quando se tratava de desmantelar as colônias mais antigas; famílias interraciais foram formadas ao longo dos anos, e a colônia era o único lar que muitos dos moradores da Nação do Fogo já conheceram. Com as tensões aumentando rapidamente, Kori Morishita, filha do prefeito Morishita na colônia de Yu Dao, tentou tirar a vida de Zuko. Quando ela revelou suas origens dentro do que era a colônia mais antiga do Reino da Terra, que também passou a ser o centro da resistência contra o Movimento para Restauração da Harmonia, Zuko decidiu remover pessoalmente a colônia indo ele mesmo para Yu Dao.[1][3]

Escalando o conflito[]

Convencido de que Zuko havia mudado e esquecido pelo que eles lutaram durante a Guerra dos Cem Anos, Aang entrou no Estado Avatar, com a intenção de cumprir sua promessa de matar o Senhor do Fogo.

Convidado pelo prefeito Morishita e pela esposa de Morishita para passar algum tempo na colônia, o Senhor do Fogo Zuko percebeu o quão entrelaçados os cidadãos de ambas as nações haviam se tornado trabalhando juntos, pois viviam nos mesmos bairros e até se casavam. Isso levou Zuko a abandonar o movimento e a acreditar que reformar as colônias era uma solução melhor e menos disruptiva do que o abandono total.[4] Ele barricou a cidade, anunciando que ninguém deveria sair ou entrar na cidade sem sua permissão. Quando Aang chegou, vários guardas da Nação do Fogo atacaram o Avatar e Katara. A briga chegou ao fim quando Zuko amarrou Katara com a esperança de fazer a dupla desistir. A chegada levou a uma briga, durante a qual Zuko concordou em outra conversa com o Rei da Terra Kuei na esperança de alcançar a paz futura.

Quando Aang estava deixando Yu Dao, ele se encontrou com Smellerbee, Longshot e Escárnio, que explicaram a situação. Smellerbee ficou irritado com a decisão de Aang de apoiar a paz e deu a Aang um ultimato: negociações completas em três dias ou os Lutadores da Liberdade atacariam Yu Dao.[1]

Para chegar a uma solução pacífica, Aang e Katara viajaram para o Palácio Real do Reino da Terra e convidaram o Rei da Terra para uma negociação com o Senhor do Fogo Zuko. No entanto, o Rei da Terra Kuei, determinado a compensar seu fraco governo de sua nação no passado, recusou tal reunião e imediatamente ordenou ao General How para enviar tropas para Yu Dao e recuperá-lo pela força. Sua campanha militar não passou despercebida pelo Senhor do Fogo, pois Zuko havia enviado espiões para o Reino da Terra; em resposta ao conhecimento da campanha do Rei da Terra, ele também liderou seus exércitos em direção a Yu Dao. Esses eventos complicaram ainda mais o movimento.

Colapso do movimento[]

Aang e Katara viajaram de volta para Yu Dao para alertar os civis da Nação do Fogo sobre o avanço iminente; no entanto, eles não conseguiram convencê-los a sair. Fiel à palavra de Smellerbee, os Lutadores da Liberdade entraram na cidade distraindo Aang com um chamariz de aríete enquanto uma broca atravessava a parede mergulhando Yu Dao na guerra. Os Lutadores da Liberdade lutaram contra a multidão de manifestantes até que Smellerbee e Longshot descobriram o relacionamento de Escárnio com Kori. A luta parecia terminar até que um manifestante foi visto causando estragos. Em seguida, os exércitos do Reino da Terra e da Nação do Fogo chegaram. O general How implorou a Aang que matasse Zuko para deixar o Exército da Nação do Fogo sem líder e totalmente incapacitado, mas Aang começou a discutir com How.

Nesse ponto, Sokka, Suki e Toph sabotaram os tanques da Nação do Fogo, deixando os guerreiros para lutar a pé contra o Exército do Reino da Terra. Assumindo que a remoção repentina de suas forças de tanques pela Nação do Fogo havia enfraquecido o adversário, How ordenou que suas tropas atacassem e recuperassem Yu Dao; enquanto os oficiais de Zuko foram inicialmente pegos de surpresa, Zuko ordenou que eles defendessem os habitantes da cidade. Os dois exércitos entraram em confronto, mas nenhum dos lados conseguiu obter vantagem. Enfurecido com o repentino aumento da violência, Aang entrou no Estado Avatar e começou a gritar com Zuko até que Katara o tirou disso e o convenceu a viajar para longe do caos para um lugar onde ele pudesse pensar com clareza. Lá, Katara expressou sua mudança de opinião sobre o Movimento para Restauração da Harmonia, explicando que quando ela viu a família de Kori, ela também viu o futuro dela e de Aang como uma família Nômade do Ar e Tribo da Água. Katara mais tarde saiu para reprimir a violência enquanto Aang voou para longe da batalha e consultou o Avatar Roku.

Suki e Toph estavam lutando contra os soldados dobradores de fogo e pareciam estar perdendo até que os estudantes de dobra de metal de Toph os salvassem, enquanto o fã-clube de Aang estava ajudando Sokka a forçar os Lutadores da Liberdade a se afastarem de Yu Dao. Ao mesmo tempo, Katara chegou de volta à colônia e, depois de varrer várias fileiras de tropas de dobra de terra, ela usou sua dobra de água para se impulsionar até o balão de guerra do Rei da Terra Kuei. Ela o convenceu a descer a cidade e ver por si mesmo a vida dos civis Yu Dao que ele queria mudar.

O Rei da Terra Kuei declarou que era hora de ver por si mesmo como Yu Dao realmente era.

Aang chegou a Yu Dao enquanto estava no Estado Avatar, separando a terra ao redor de toda a colônia, terminando assim a luta. Acreditando que Aang estava lá para matá-lo, Zuko removeu seu capacete, embora o Avatar apenas empurrou os dois exércitos para ambos os lados do abismo. Zuko foi pego na separação e começou a despencar, provavelmente até a morte. No entanto, no último momento, Aang agarrou a mão do Senhor do Fogo e o salvou da queda fatal. Reunindo os dois líderes, Aang explicou a Kuei que ele não estava apenas lutando contra a Nação do Fogo, mas contra a Tribo da Água, os Nômades do Ar e o próprio Reino da Terra. Ele continuou dizendo que o mundo havia mudado tanto que a separação das quatro nações não poderia mais se aplicar na era pós-guerra como antes. Kuei percebeu que Aang estava certo e foi inspecionar Yu Dao por si mesmo. Ao mesmo tempo, Zuko também percebeu que a escolha que havia feito era de fato a escolha certa e não o legado do ódio de seu pai, fazendo-o desmaiar. Aang conversou com Kuei depois que o Rei da Terra terminou de visitar a cidade, e eles concordaram que, depois que Zuko se recuperasse de sua provação, o Senhor do Fogo e o Rei da Terra se encontrariam novamente para negociar o futuro das colônias restantes, como estava claro, eles não poderiam pertencer a nenhuma nação.

Trívia[]

  • Quem cunhou o termo "Movimento para Restauração da Harmonia"
  • O Movimento para Restauração da Harmonia foi inspirado em vários eventos ocorridos entre os séculos XIX e o início do século XX como o Self-Strengthening Movement e o Movimento Quatro de Maio.

Referências[]

  1. 1,0 1,1 1,2 DiMartino, Michael Dante; Konietzko, Bryan; Yang, Gene Luen (autor), Sasaki of Gurihiru (penciling, inking), Kawano of Gurihiru (colorista), Heisler, Michael; Comicraft (letrista). A Promessa Parte Um (25 de janeiro de 2012), Dark Horse Comics.
  2. O Avatar e o Senhor do Fogo. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 6. Nickelodeon. (26 de outubro de 2007). Elizabeth Welch Ehasz (roteirista) & Ethan Spaulding (diretor).
  3. Do antigo site oficial do jogo online Welcome to Republic City, originalmente em Nick.com. Link agora quebrado, arquivado em The Lost Lore of Avatar Korra - A Turning Point.
Advertisement