FANDOM


Emblema da Dobra de ArEmblema da República Unida das Nações

Jinora é a filha mais velha de Tenzin e de Pema. Ela vive na no Templo do Ar da Ilha com seus pais e três irmãos mais novos: Ikki, Meelo e Rohan. Além de ser um mestre em Dobra de Ar, Jinora é uma ávida leitora e é uma menina quieta em geral. Ela tem uma afinidade natural com os espíritos e, antes da reabertura dos portais espirituais, era uma dos poucos humanos que podiam se comunicar e perceber os espíritos no mundo físico. Em consequência, transformou-se guia de Avatar Korra no Mundo Espiritual. Algum tempo depois de 171 DG, ela entrou em um relacionamento romântico com Kai.

História Editar

Antecedentes Editar

Jinora nasceu filha de Tenzin e Pema em 160 DG no Templo do Ar da Ilha. Ela cresceu como uma dos únicos dobradores de ar do mundo, até o nascimento de sua irmã, Ikki, e posteriormente do seu irmão, Meelo.

170 DG Editar

Treinamento de Korra Editar

Jinora asking about Ursa

Jinora perguntou a sua avó Katara sobre o destino de Ursa.

Durante o outono de 170 DG, Jinora e sua família viajaram no Oogi para o complexo da Tribo da Água do Sul para conhecer Korra, que estava prestes a começar seu treinamento de Dobra de Ar com Tenzin. Quando eles chegaram no complexo, Jinora cumprimentou sua avó, Katara, e disse a ela que ela vinha lendo tudo sobre suas aventuras e estava curiosa para entender o que havia acontecido com a mãe de Zuko. Antes que Katara pudesse começar a contar a "incrível jornada", ela foi interrompida por Ikki, o que irritou Jinora. No dia seguinte, Jinora e sua família partiram de volta à Cidade República devido aos compromissos de Tenzin.

Depois que Avatar Korra fugiu do complexo e partiu para Cidade República, ela finalmente conseguiu convencer Tenzin a deixá-la ficar na ilha para que ela aprendesse a dobra de ar. Uma vez tomada essa decisão, Jinora e seus irmãos abraçaram Korra, felizes por ela ficar com eles.[1]

Jinora airbending

Jinora usou suas habilidades de dobra de Ar para reativar os portões de dobra de ar para Korra.

Quando Korra começou seu treinamento nas artes da dobra de ar, Jinora demonstrou o jeito correto de navegar através dos portões giratórios e depois os fez girar com um jato de ar. Ela procurou dar conselhos à Avatar para atravessar os portões, mas Korra acabou não conseguindo chegar ao outro lado. Depois de destruir partes da relíquia de treinamento em frustração, a Avatar chamou Tenzin de mau professor, visivelmente chateada com seu treinamento até então. Jinora e Ikki reagiram abraçando e reconfortando seu pai.

No jantar daquela noite, Jinora estava lendo um livro quando Tenzin, frustrado com Korra, pediu aos seus filhos que prometessem a ele que não se tornariam adolescentes cabeças quentes como Korra, ao quê Jinora friamente respondeu que "não faria tais promessas" e continuou a ler seu livro.[2]

Enquanto ajudava Korra com seu treinamento, ela e Ikki perguntaram sobre os sentimentos da Avatar sobre Mako, o que a deixou envergonhada e fez com que ela usasse dobra de Terra para lançar as duas ao ar, embora ambas usaram dobra de ar para pousarem suavemente em segurança. [3]

Jinora se portou silenciosamente no jantar quando o Conselheiro Tarrlok entrou e ofereceu a Korra se juntar a sua força tarefa. Junto com sua família, Jinora compareceu à festa que Tarrlok organizou em homenagem à Korra.[4]

Jinora's love advice

Jinora ofereceu a Korra conselhos amorosos ao contar sobre uma história que lera.

Depois de dar frutas a um lêmure, Jinora pressionou Korra sobre seu possível relacionamento com Mako, observando que ambos estavam passando "muito tempo juntos". Embora a Avatar rapidamente negou essa história, ela perguntou para a nômade do ar o que ela poderia fazer, fingindo por um momento estar interessada nele. Jinora deu conselhos a Korra sobre como se aproximar de Mako baseados em uma saga histórica que ela havia lido, particularmente em como a heroína, enquanto montada em um dragão, queimou uma nação inteira e saltou em um vulcão. Depois do conselho de Ikki que envolvia uma poção do amor, a Avatar estava mais inclinada a seguir as ideias de Jinora, acreditando fazer mais sentido. Elas foram interrompidas por Pema, que havia escutado a conversa, e surpreendeu Jinora e Ikki quando contou que seu pai estava apaixonado por outra pessoa antes de sua mãe. Depois que Pema as contou o que ela havia feito para ganhar o coração de Tenzin, todas as três garotas pensarem que o conselho de Pema era a melhor alternativa.[5]

Quando Mako, Bolin e Asami Sato chegaram à ilha, Jinora os recebeu e compartilhou fatos sobre furões de fogo. Mais tarde, ela levou os garotos aos seus aposentos.[6]

A Revolução Anti-Dobra Editar

Lin and the airbending children

Lin Beifong agradece Jinora e seus irmãos pela ajuda.

Quando a ilha foi atacada por Igualitários, Jinora, junto com Ikki e Meelo se defenderam e conseguiram com sucesso derrotá-los depois que Lin Beifong foi brevemente incapacitada pelo Tenente. Jinora foi a primeira a atacar, voando no meio aos Igualitários usando seu planador e gritando aos seus adversários "ficarem longe da ex-namorada do papai". Depois da batalha, Jinora e seus irmãos conheceram seu novo irmão recém-nascido. Jinora perguntou a seus pais se eles já haviam escolhido um novo e, caso contrário, se ela poderia escolher um. Tenzin e Pema disseram que o nome do seu novo filho era Rohan. Logo depois, mais naves aéreas dos Igualitários começaram a invadir a ilha, então Jinora e sua família tentaram fugir do templo para uma localização mais segura, a fim de proteger os últimos dobradores de ar.[7]

Tenzin and his children captured

Jinora e sua família foram capturados pelas forças de Amon.

Entretanto, Jinora e seus demais familiares foram capturados pelas forças de Amon, que pretendia publicamente remover suas dobras e acabar com os últimos dobradores de ar em um encontro na Arena de dominação profissional. Avatar Korra e Mako rapidamente partiram para ajudá-los, e Korra guiou Jinora e sua família para os corredores da arena. Tenzin levou seus filhos para encontrar Pema e Rohan enquanto Korra e Mako derrotavam Amon.

Depois que a Cidade República estava segura novamente, Jinora retornou ao Templo de Ar da Ilha com sua família. Ela testemunhou seu tio, Bumi, adentrar o porto da Cidade República com as Forças Unidas. Jinora viajou com sua família e com o resto dos amigos e família da Avatar Korra para a Tribo da Água do Sul para tentar restaurar as dobras de Korra. Depois que Katara não pôde curar Korra, Jinora e sua família tentaram tranquilizar a Avatar. Jinora estava presente quando Korra, depois de aprender Dobra de Energia com Avatar Aang, usou essa dobra para restaurar a dobra de terra de Lin. [8]

171 DG Editar

Jornada aos templos de ar Editar

Jinora looking at Aang's statue

Jinora se impressionou com as estátuas dos Avatares no santuário do Templo de Ar do Sul.

Seis meses depois da revolução dos Igualitários, Jinora competiu com Ikki, Meelo e Korra em uma corrida de patinete de ar, chegando em terceiro, na frente apenas de Meelo. Ela mais tarde viajou com sua família para a Tribo da Água do Sul para o Festival dos Espíritos Glaciais. Depois da decisão de Korra de seguir treinamento espiritual com seu tio Unalaq, Jinora partiu com sua família para visitar o Templo do Ar do Sul.[9] Lá, Jinora ficou fascinada ao entrar no santuário, que estava cheio de estátuas dos Avatares passados, e ficou ainda mais impressionada quando viu a estátua de seu avô Aang. No meio da noite, porém, Jinora acordou no mesmo momento em que Korra executava sua missão no polo sul de abrir o portal dos espíritos e foi até o santuário. Lá, ela notou uma estátua que era diferente das demais, a do Avatar Wan. Quando Korra concluiu a missão com sucesso, essa estátua se iluminou, surpreendendo Jinora.[10]

Enquanto brincava de patinete de ar com Meelo, Pema percebeu que Ikki não estava com eles e perguntou sobre seu paradeiro. Depois de inicialmente fingir que não conhecia Ikki, Jinora admitiu que estava provocando sua irmã, o que fez com que ela fugisse.[11] No dia seguinte, depois que seu pai voltou com Ikki, Jinora pediu desculpas a ela, que rapidamente aceitou, e as irmãs partiram para jogar uma partida de bola no ar. [12] Alguns dias depois, ela testemunhou Meelo orquestrar um show aéreo de lêmures de asas de anel.[13]

Guiando Korra Editar

Jinora and her spirit friends

Os "amigos imaginários" da Jinora na verdade eram espíritos que apenas ela conseguia ver.

Quando suas férias de família levaram Jinora para o Templo do Ar do Leste, ela conheceu e fez amizade com alguns espíritos de coelhos voadores que moravam por lá, e ela chamou um deles de Pé-Peludo. Como apenas ela conseguia vê-los, ela disfarçou suas brincadeiras como "brincadeiras com amigos imaginários" quando seu pai veio buscá-la para fazer um tour pelo templo. Entretanto, antes que eles pudessem seguir seu passeio, Korra chegou ao templo, surpreendendo positivamente todos ali. Jinora alegremente correu até a Avatar para cumprimentá-la e abraçá-la. Korra, porém, contou à famílias os últimos eventos que ocorreram enquanto eles estavam de férias, o que chocou Jinora.[14]

Depois que ficou claro que Korra precisava atravessar para o Mundo Espiritual, Jinora acompanhou a Avatar e Tenzin meditarem em várias tentativas para tentar acessarem o Mundo. Enquanto caminhavam para o segundo local de meditação, Jinora se distraiu com seus amigos espíritos. Os espíritos voaram para longe, o que vez com que a jovem os chamasse de volta. Quando Kya perguntou sobre quem Jinora chamava, ela respondeu fugiu da pergunta e correu para seu pai e Korra, deixando Kya com suas suspeitas.[14]

Tendo retornado ao templo de ar, Jinora ficou chocada ao ouvir que seu pai nunca esteve no Mundo Espiritual antes. Quando Korra enfatizou a sua urgência de acessar o Mundo Espiritual, Jinora foi pressionada por Kya a revelar seu segredo de estar em contato com espíritos e, como consequência, sabia onde Korra deveria ir para entrar no Mundo. Para provar isso, Jinora disse a seus amigos espíritos que eles poderiam se revelar ao grupo, o que lhe rendeu elogios por suas habilidades.[14]

Kya, Jinora, and Korra

Kya confortou Jinora dizendo que Tenzin não estava zangado com ela, apenas com inveja de sua habilidade de conexão com espíritos.

Enquanto o grupo seguia os espíritos pelas áreas do templo, Jinora abriu-se com sua tia, preocupada que seu pai estivesse brava com ela. Kya a confortou dizendo que Tenzin apenas estava com inveja de suas habilidades com os espíritos. Korra elogiou a conexão de Jinora com os espíritos também, mas a jovem dobradora de ar retrucou dizendo que nada se comparava ao encontro de Korra com o primeiro Avatar. Quando Jinora aprendeu que o Avatar é parte espírito devido a sua conexão com Raava, ela entendeu o motivo de ter sido atraída pela estátua de Wan no Templo de Ar do Sul durante o solstício de inverno, embora o exato momento das ações de Korra de abrir o portal surpreendeu ambas.[14]

O grupo seguiu os espíritos até um local antigo de meditação. Jinora percebeu que o lugar continha muita energia espiritual, mas fora corrompido. Ela presenciou Tenzin realizar um ritual de purificação espiritual, mas, como consequência, espíritos sombrios da forma de morcegos atacaram o grupo. Jinora foi protegida por Kya até Korra usar a técnica de Unalaq de dobra espiritual para acalmar os espíritos.[14]

Korra and Jinora meditating

Jinora guiou Avatar Korra para o Mundo Espiritual.

No restante do dia, Jinora permaneceu com os demais esperando enquanto Tenzin tentava adentrar no Mundo Espiritual através da meditação. Quando ficou claro que isso não funcionaria, Kya argumentou que era o destino de Jinora guiar a Avatar no Mundo Espiritual. Embora Tenzin temesse ser muito perigoso para a jovem dobradora de ar, Jinora conseguiu convencer seu pai que ela era capaz. Depois de abraçá-lo e de ouvir que Tenzin estava muito orgulhoso dela, Jinorra e Korra sentaram na posição de lótus, uma de frente para a outra. Elas meditaram até que os olhos de Korra começaram a brilhar e elas atravessaram a fronteira para o Mundo Espiritual.[14]

Maravilhada por estar agora no Mundo Espiritual, Jinora correu para perseguir uma borboleta espírito, comentando que ela parecia ser feita de jóias. Quando Korra pediu por sua ajuda quando a Avatar foi atacada por suricatos espíritos, Jinora pediu para que ela permanecesse calma, pois sua energia estava deixando os espíritos perturbados. Entretanto, Jinora não conseguiu libertar a Avatar dos espíritos e, quando os suricatos começaram a correr em volta delas, elas foram sugadas pelo chão abaixo de seus pés. Elas caíram na água em outro lugar, onde foram instantaneamente engolidas por outro espírito que as transportou para uma veloz correnteza. Quando elas se aproximaram de uma bifurcação, Jinora foi levada para outra direção de Korra e acabou em um lugar de grama. Sozinha e sem conhecer seus arredores, a jovem dobradora de ar pediu por ajuda. Quando seu espírito amigo apareceu para ajudá-la, ela o cumprimentou entusiasmada e perguntou se ele sabia onde Korra estava. O espírito aumentou e carregou Jinora em suas costas, e eles foram em direção à Biblioteca de Wan Shi Tong, que Jinora inicialmente confundiu com uma casa de árvore, mas logo reconheceu a construção pois seu avô havia frequentado aquele lugar anos antes.[15]

Wan Shi Tong and Jinora

Jinora explicou o funcionamento do rádio para Wan Shi Tong a fim de poder ter acesso a sua biblioteca.

Dentro da biblioteca, Jinora perambulou em êxtase, comentando que poderia ficar lá lendo para sempre. Entretanto, ela foi cumprimentada por um Wan Shi Tong hostil, que não permitia mais que humanos usassem sua biblioteca e ordenou que Jinora deixasse o local. Jinora, porém, contra-argumentou através da regra de que qualquer pessoa que oferecesse novo conhecimento para a coleção seria permitido na biblioteca. Quando o espírito rejeitou a ideia de que ela pudesse conhecer algo que ele não soubesse, a jovem dobradora de ar explicou o funcionamento do rádio, corrigindo a informação que Wan Shi Tong tinha sobre o equipamento. Embora ele reconhecesse a novidade a ele apresentada, o espírito ainda recusava conceder acesso a Jinora e novamente exigiu que ela fosse embora. Entretanto, quando Jinora se apresentou como neta de Avatar Aang e companheira de Avatar Korra, Wan Shi Tong permitiu que ela ficasse, mas avisou a ela que não quebrasse nada.[15]

Ela imediatamente começou a procurar pela vasta coleção informações sobre a localização dos portais espirituais, mas sem sucesso. Assim, ela pediu ajuda a um Buscador de Conhecimento, que logo trouxe um livro sobre a Árvore do Tempo. Munida com o conhecimento da localização dos portais, bem como das graves consequências ao mundo mortal caso Vaatu fosse libertado, Jinora queria continuar sua jornada, mas foi impedida por Wan Shi Tong e Unalaq. Ela foi capturada por Pé-Peludo, que acabara de se tornar sombrio, e foi levada para a Árvore do Tempo.[15]

Unalaq threatens Jinora

Jinora foi capturada por Unalaq para coagir Korra a abrir o portal espiritual do norte.

Detida pela dobra espiritual de Unalaq, que ameaçava destruir sua alma caso o processo fosse completado, Jinora foi usada para coagir Korra a abrir o portal espiritual do norte. Embora assustada, a jovem dobradora de ar disse a Korra não fazer isso, mas a técnica sombria espiritual de Unalaq não permitiu que ela continuasse a falar. Quando Korra cedeu, Jinora foi solta e levada por um sombrio Pé-Peludo, que voou com ela logo quando o portal foi aberto e uma batalha se iniciou entre Korra e seu tio. Com Jinora capturada, ela não pôde voltar ao seu corpo no mundo material. [15]

Presa no mundo espiritual Editar

Por quase uma semana, Kya usou suas habilidades de cura para manter a energia do corpo de Jinora fluindo, mas, mesmo assim, a sua força vital estava lentamente deixando o corpo da jovem dobradora de ar, colocando-na em grave perigo de vida.[16]

Jinora's spirit

Sentindo que o mundo estava em apuros depois da derrota de Raava, Jinora partiu para ajudar Korra.

Enquanto seu corpo era tratado por sua tia e sua avó,[17] o espírito de Jinora foi levado para a Nevoeiro das Almas Perdidas, onde ela perambulava sem rumo, até que o espírito do nevoeiro infactar sua mente e aprisioná-la em sua própria memória sombria. Jinora permaneceu nesse local até ser encontrada e resgatada por seu pai. Quando o grupo deixou o lugar, ela voltou a si e ficou aliviada de ver seu Tenzin novamente. Enquanto preparavam para tomarem rumo ao portal espiritual, Jinora sentiu a derrota de Raava e as repercussões que isso teria para o mundo. Sabendo que ela poderia ajudar, a jovem dobradora de ar deu a seu pai um espírito de borboleta e disse que ele guiaria o grupo para fora do mundo espiritual. Na sequência, Jinora desapareceu.[18]

Jinora saving Korra

Uma projeção espiritual de Jinora trouxe a luz de Raava de volta para o mundo, salvando Korra ao iluminar a luz dentro do Avatar Sombrio.

Uma projeção espiritual de Jinora apareceu durante a batalha entre a projeção espiritual de Korra e a fusão de Unalaq e Vaatu, conhecida como UnaVaatu. Iluminado, o espírito de luz da Jinora trouxe de volta Raava ao iluminar UnaVaatu, interrompendo sua tentativa de destruir a projeção de Korra e permitindo que a Avatar pudesse extrair Raava e purificar o UnaVaatu na sequência. Depois que a batalha terminou, o espírito de Jinora foi levado de volta ao Mundo Espiritual por Korra, onde ela disse a seu pai que a jovem o veria logo. Seu espírito desapareceu e retornou ao seu corpo físico, que estava descansando no complexo do Lótus Branco. Ela carinhosamente abraçou sua avó, dizendo que havia sentido a falta dela, e disse a Asami, Tonraq e Senna que eles não precisavam ficar preocupados pois Korra havia salvado o mundo. [19]

Jinora mais tarde estaria do lado de seus amigos quando Korra anunciou que a Guerra Civil das Tribos da Água estava terminada e que, consequentemente, a Tribo da Água do Sul se tornara independente. Ela também esteve presente quando Korra anunciou que não haveria mais uma separação entre o mundo mortal e o mundo espiritual, dizendo que uma nova era de coexistência entre humanos e espíritos começava.[19]

Personalidade Editar

Jinora meditates

Uma calma e centrada menina, Jinora tem uma conexão natural com o Mundo Espiritual.

Jinora é uma menina quieta, inteligente, estudiosa e reservada, diferente de seus irmãos mais novos. Dos quatro filhos de Tenzin e Pema, ela demonstra ser a mais calma e madura. Mesmo assim, ela gosta de provocar seus irmãos de tempos em tempos, o que leva Ikki a percebê-la como "malvada e mandona".[11][12]

Embora ainda muito nova, Jinora demonstra muita coragem, como demonstrado quando ela se dispôs a sacrificar-se para o bem do mundo quando ela foi usada como refém para forçar Korra a abrir o portal espiritual do norte,[15] assim como prolongar a separação de sua alma e de seu corpo a fim de ajudar o mundo ao encontrar Raava.[19] Apesar de sua postura mais calma, Jinora também pode demonstrar um lado mais firme quando deve se defender e defender suas crenças. Ela discutiu com Tenzin quando ele disse que ela era muito nova e inexperiente para receber suas tatuagens de mestre, [20] e também se recusou a deixar o portal espiritual da Cidade República depois que Wonyong Keum planejava explorá-lo.[21]

Aparições Editar

A Lenda de Korra

Libro Uno: Aire (气)

Libro Dos: Espíritus (神靈)

Libro Tres: Cambio (易)

Libro Cuatro: Balance (平衡)

Referências Editar

  1. Bem-Vinda à Cidade República. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 1. Nickelodeon. (14 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  2. Uma Folha no Vento. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 2. Nickelodeon. (14 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  3. A Revelação. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 3. Nickelodeon. (21 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  4. A Voz na Noite. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 4. Nickelodeon. (28 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  5. Espírito de Competição. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 5. Nickelodeon. (5 de maio de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  6. Quando os Extremos se Encontram. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 8. Nickelodeon. (2 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  7. Invertendo a Maré. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 10. Nickelodeon. (16 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  8. Fim de Jogo. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 12. Nickelodeon. (23 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  9. Espírito Rebelde. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 13. Nickelodeon. (13 de setembro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  10. As Luzes do Sul. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 14. Nickelodeon. (13 de setembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  11. 11,0 11,1 Guerras Civis, Parte 1. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 15. Nickelodeon. (20 de setembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  12. 12,0 12,1 Guerras Civis, Parte 2. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 16. Nickelodeon. (27 de setembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  13. Mantenedores da Paz. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 17. Nickelodeon. (4 de outubro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  14. 14,0 14,1 14,2 14,3 14,4 14,5 O Guia. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 21. Nickelodeon. (1 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  15. 15,0 15,1 15,2 15,3 15,4 Uma Nova Era Espiritual. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 22. Nickelodeon. (8 de novembro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  16. Noite das Mil Estrelas. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 23. Nickelodeon. (15 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  17. Convergência Harmônica. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 24. Nickelodeon. (15 de novembro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  18. Cai a Escuridão. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 25. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  19. 19,0 19,1 19,2 Luz no Escuro. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 26. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  20. Inícios, Parte 1. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 19. Nickelodeon. (18 de outubro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  21. Turf Wars 1
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.