Avatar Wiki
Advertisement

Todas as quatro nações do Mundo de Avatar possuem, ou tinham anteriormente, sistemas econômicos. Desses quatro, o Reino da Terra e a Nação do Fogo desenvolveram sistemas econômicos sofisticados e avançados para facilitar e complementar sua vida diária. Os Nômades do Ar e as tribos da água, no entanto, utilizavam sistemas menores baseados em subsistência e causavam menos impacto no ambiente.

A maioria das nações também desenvolveu moedas básicas baseadas em metais preciosos. Moedas estrangeiras as vezes era aceitada em outras nações.

Nômades do Ar[]

Os Nômades do Ar praticavam agricultura de subsistência, cultivando comida suficiente e produzindo os instrumentos necessários para sustentar sua própria sobrevivência, sem a necessidade de negociar com os outros. A industrialização também foi amplamente negligenciada, pois o uso da Dobra de Ar como sua principal fonte de energia tornou as máquinas e os veículos em grande parte desnecessários.

Tribo da Água[]

A economia da Tribo da Água é pequena e focada principalmente em sustentar a sobrevivência da tribo. O comércio com as outras nações é raro, pois a Tribo da Água não possui muitos itens disponíveis para esse fim, nem muitas oportunidades de comércio.

As Tribos da Água são inerentemente dependentes dos oceanos para a maioria de seus recursos naturais e também da generosidade da tundra congelada. Ameixas marinhas são as favoritas, [1] enquanto os caranguejos gigantes são considerados uma iguaria deliciosa para os do mar do norte. Lula e algas podem ser usadas para fazer uma grande variedade de pratos, incluindo sopa, temperos e até pão e biscoitos. Peles de focas são usadas para criar tendas, enquanto peles de animais peludos são usadas como roupas e para cobrir superfícies áridas. Naturalmente, caçadores e pescadores das tribos da água são alguns dos melhores do mundo em seu campo.

Desde o final da Guerra dos Cem Anos, no entanto, a economia da Tribo da Água se desenvolveu em uma escala mais global, alavancando suas habilidades marítimas para se tornar uma força líder no setor marítimo internacional.

Um dos recursos naturais mais prevalentes da Tribo da Água do Norte é o gelo. O gelo é usado como o principal material de construção de edifícios, paredes, diques, fechaduras e outras estruturas através da dominação de gelo, a dominação de gelo é sua principal forma de construção.[2][3]

A Tribo da Água tem uma forma de moeda, comumente referida como dinheiro da Tribo da Água por outras nações. [4]

Reino da Terra[]

O Reino da Terra possui uma vasta economia baseada principalmente na agricultura, incorporando importantes elementos industriais. Várias indústrias, incluindo comércio, agricultura e caça são atividades importantes para a economia da nação. Apesar de manter um caráter rural, sua vasta oferta de recursos naturais e grande população permitiram que ela se tornasse uma das economias mais poderosas do mundo, apesar de grande parte do Reino da Terra estar em situação de pobreza. No entanto, a pobreza era mais abundante durante a destrutiva Guerra dos Cem Anos; a Nação do Fogo cobrava impostos pesados ​​em partes ocupadas do reino, resultando em um declínio da riqueza entre sua população. [5]

O Reino da Terra tem um grande sistema de comércio. A costa oeste do país é especialmente notável como um centro econômico, pois possui muitos portos; o Píer dos Mercadores, em particular, era importante como um centro para piratas e o mercado negro antes de se tornar território da República Unida das Nações. [6] As  lojas do Reino da Terra vendem uma variedade de produtos, que podem estar de acordo com a cultura e os recursos específicos da região. O complexo sistema postal de Omashu,[7][8] a eficiente rede de monotrilhos Ba Sing Se, [9] e várias invenções e seus inventores, como o Mecânico, [10] servem como indicadores da sofisticada economia do Reino da Terra.

Após a Guerra dos Cem Anos, a riqueza mineral do Reino tornou-se mais acentuada à medida que o processo de industrialização começou a entrar em vigor em todo o mundo, tornando os ricos depósitos de minérios no país um dos mais procurados pelas exportações. [11]

Assim como o material de construção principal da Tribo da Água é o gelo, o material de construção principal do Reino da Terra é a rocha. Grande parte da infraestrutura, incluindo prédios, esgotos e até trens, é feita de pedra e geralmente é construída com Dobra de Terra.[9]

Moeda[]

As moedas do Reino da Terra são na sua maioria redondas e todas têm um buraco quadrado no centro, o que permite que elas sejam amarradas juntas, representando o emblema nacional. Não há diferença significativa entre peças de cobre e prata; as peças de ouro, no entanto, têm quatro entalhes nas bordas, dando-lhes uma forma de flor.[10]

Nação do Fogo[]

A Nação do Fogo é uma das economias mais fortes do mundo, construída principalmente pela indústria e por ganhos na guerra. No entanto, algumas áreas foram afetadas negativamente pelos rumos de seu país: Jang Hui, por exemplo, caiu na pobreza quando a Nação do Fogo construiu uma fábrica de fundição no rio da cidade; quase nenhum alimento estava disponível para os moradores da vila, e muitas pessoas podem ter morrido de fome. [12] A economia é baseada na agricultura, pesca, indústria e tecnologia.

A Nação do Fogo emprega metalúrgicos qualificados e ferreiros que usam ferro e outros metais para engendrar suas fortalezas e navios de guerra. Utilizando carvão escavado por prisioneiros escravizados em minas, eles são capazes de alimentar fornos maciços. Durante a Guerra dos Cem Anos, o impulso inicial para suas tentativas de expansão foi industrializar e ter uma maior necessidade de recursos, em si um elemento básico do imperialismo.

Moeda[]

As moedas da Nação do Fogo são muito mais angulares que as do Reino da Terra. Eles variam de acordo com peso, tamanho e forma, embora todos tenham uma imagem nacionalista no verso e escritas no anverso. A peça de cobre é a menos valiosa e é um quadrado com dois lados côncavos. No centro, há uma imagem de uma pequena chama. A peça de ouro é a mais longa e tem uma forma retangular, com uma fenda longa que vai da base até um pouco abaixo do topo. [13] A peça de prata é a menor e pentagonal em forma, com o emblema nacional em uma de suas faces. [14]

República Unida das Nações[]

Embora a Nação do Fogo tivesse anteriormente a economia mais forte do mundo, o Senhor do Fogo Zuko e o Avatar Aang criaram esta nação após a Guerra dos Cem Anos como um lugar onde dobradores e não dobradores viveriam em paz. Eventualmente, sua capital, Cidade República, expandiu e a economia começou a se fortalecer significativamente.

A economia da capital da República Unida, Cidade República, é baseada principalmente na indústria. Na cidade, em vez da moeda tradicional usada nas outras quatro nações, o yuan é a moeda usada. [6]

Referências[]

  1. Bato da Tribo da Água. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 15. Nickelodeon. (7 de outubro de 2005). Ian Wilcox (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).
  2. O Garoto no Iceberg. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 1. (21 de fevereiro de 2005). Nickelodeon. Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Dave Filoni (diretor).
  3. O Mestre de Dobra de Água. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 18. Nickelodeon. (18 de novembro de 2005). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).
  4. O Dia do Avatar. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 5. Nickelodeon. (28 de abril de 2006). John O'Bryan (roteirista) & Lauren MacMullan (diretor).
  5. Aprisionados. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 6. Nickelodeon. (25 de março de 2005). Matthew Hubbard (roteirista) & Dave Filoni (diretor).
  6. 6,0 6,1 Bem-Vinda à Cidade República. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 1. Nickelodeon. (14 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  7. O Rei de Omashu. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 5. (18 de março de 2005). Nickelodeon. John O'Bryan (roteirista) & Anthony Lioi (diretor).
  8. Retorno à Omashu. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 3. Nickelodeon. (7 de abril de 2006). Elizabeth Welch Ehasz (roteirista) & Ethan Spaulding (diretor).
  9. 9,0 9,1 Cidade de Muros e Segredos. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 14. Nickelodeon. (22 de setembro de 2006). Tim Hedrick (roteirista) & Lauren MacMullan (diretor).
  10. 10,0 10,1 O Templo de Ar do Norte. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 1. Episódio 17. Nickelodeon. (4 de novembro de 2005). Elizabeth Welch Ehasz (roteirista) & Dave Filoni (diretor).
  11. A Coroação. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 16. Nick.com. (17 de outubro de 2014). Tim Hedrick (roteirista) & Melchior Zwyer (diretor).
  12. A Dama Pintada. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 3. Nickelodeon. (5 de outubro de 2007). Joshua Hamilton (roteirista) & Ethan Spaulding (diretor).
  13. A Faixa de Cabeça. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 2. Nickelodeon. (28 de setembro de 2007). John O'Bryan (roteirista) & Joaquim Dos Santos (diretor).
  14. A Fugitiva. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 7. Nickelodeon. (2 de novembro de 2007). Joshua Hamilton (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).
Advertisement