Avatar Wiki
Advertisement
Emblema neutro


Dobra de Energia é a capacidade de manipular a energia da vida dentro de um corpo. Ela antecede as quatro principais artes de Dobra, assim como a primeira encarnação do Avatar e a formação das Quatro Nações.

Muito antes da chegada do Avatar no mundo e da separação dos quatro elementos, as pessoas dobravam a energia dentro de si mesmos e de outras pessoas. Elas acabaram descobrindo as outras quatro artes de manipulação, e conforme os anos passaram, a Dobra de Energia foi quase totalmente perdida. A última detentora conhecida dessa arte era uma antiga Tartaruga Leão, que mais tarde passou-a para Avatar Aang, o qual a utilizou para remover a Dobra de Fogo do Senhor do Fogo Ozai e a, décadas depois, a Dobra de Água de Yakone para sempre.

Após Amon retirar a dominação de Korra e de possivelmente de quase todos os dominadores de Cidade República, Aang restaurou a dominação de Korra através da Dobra de Energia e em seguida o atual avatar restaurou de todo o país.

As capacidades da dobra de Energia não são bem compreendidas. O que se sabe é que manipular a energia de uma pessoa pode dar-lhe conhecimento imediato, remover a dobra completamente e até mesmo devolver a dobra a alguém. Esta arte de dobra é diferente de todas as outras e é muito perigosa para o usuário. Ainda que seja exigido que o avatar seja um mestre em todas as artes de dominação elementais, a dobra de energia é opcional.

História[]

Era de Raava[]

Na era anterior ao Avatar, as tartarugas-leão eram os únicos praticantes conhecidos de dobra de energia, usando-o para conceder aos humanos a capacidade de dobrar um dos quatro elementos como meio de se protegerem enquanto caçavam na Selva Espiritual e retirando-o quando retornavam aos assentamentos em suas costas, já que a dominação não era permitida lá.[3]

Era do Avatar[]

Com o surgimento do Avatar, as tartarugas-leão renunciaram a seus papéis como protetoras da humanidade e concededoras de dominação com a dobra de energia. Gradualmente, sua população diminuiu até que restasse apenas uma, e assim, o conhecimento do dobra de energia quase se perdeu a ponto de nunca mais ser ouvido ou falado novamente.

100 DG[]

Arquivo:Aang and Lion Turtle.png

A tartaruga-leão transmitiu a Aang o conhecimento do dobra de energia.

Enquanto buscava uma maneira de derrotar Ozai sem matá-lo, Aang teve um encontro com a última tartaruga-leão restante e, reconhecendo a sabedoria ancestral da criatura, buscou seu conselho sobre seu dilema.[1] A tartaruga-leão respondeu que "A verdadeira mente pode suportar todas as mentiras e ilusões sem se perder. O verdadeiro coração pode tocar o veneno do ódio sem ser prejudicado. Desde tempos imemoriais, a escuridão prospera no vazio, mas sempre cede à luz purificadora." A tartaruga-leão levantou uma pata, suas duas garras tocando o peito e a testa de Aang, fazendo com que uma luz verde se iluminasse enquanto transmitia o conhecimento da arte de dobra de energia a Aang.[1]

Durante a batalha contra Ozai, Aang eventualmente conseguiu encurralá-lo e então colocou seus polegares na testa e no peito do Rei Fênix, reproduzindo a posição da pata da tartaruga-leão. Enquanto fazia isso, ele se lembrou da tartaruga-leão dizendo que, na era anterior ao Avatar, eles não dobravam os elementos, mas sim a energia interior. No entanto, para dobrar a energia vital de outra pessoa, seu próprio espírito deve ser inquebrantável, ou eles seriam corrompidos e destruídos.[4] Enquanto isso acontecia, todo o corpo de Aang brilhava de branco e azul, enquanto o de Ozai brilhava de laranja e vermelho, revelando sua energia vital. No início, o espírito de Aang foi quase envolvido pelo de Ozai, mas no último momento, seu espírito assumiu o controle e cobriu o do dominador do fogo, retirando do Rei Fênix seu dobra de fogo e garantindo a vitória final sobre a Nação do Fogo, encerrando o reinado de Ozai. Foi o "verdadeiro coração" e "verdadeira mente" de Aang, testados no calor da batalha no momento de derrotar Ozai, que permitiram que ele aproveitasse a sabedoria da tartaruga-leão e dobrasse de energia com sucesso o Rei Fênix.[4]

128 DG[]

Arquivo:Aang energybending Yakone.png

Aang dobrou a energia para impedir que Yakone aterrorizasse qualquer pessoa na Cidade República com seu dobra de sangue novamente.

Em 128 DG, Aang compareceu ao julgamento perante o Conselho da República Unida do criminoso dobrador de sangue Yakone por seus crimes na Cidade República, e ele foi considerado culpado e condenado à prisão perpétua. No entanto, ao ouvir o veredicto, Yakone usou seu dobra de sangue psíquico para subjugar todos os presentes e escapar. Aang, tendo usado o Estado Avatar para recuperar a consciência, conseguiu alcançá-lo, mas foi novamente dominado pelo dobra de sangue de Yakone. Em perigo mortal, Aang entrou novamente no Estado Avatar e rapidamente prendeu Yakone em um monte de terra, permitindo que ele se aproximasse o suficiente para retirar o dobra de Yakone.[5]

170 DG[]

Em 170 DG, após um confronto com Amon, no qual ele removeu o dobra de Avatar Korra, Korra perdeu toda a esperança de dobrar todos os elementos novamente, mesmo após Katara, renomada como a maior curandeira do mundo, dizer que não poderia reverter os efeitos do dobra de sangue de Amon. Desesperada e arrasada, Korra se retirou para um penhasco desolado. No seu momento mais baixo, ela convocou inconscientemente o espírito de Aang, que não apenas restaurou seu dobra, mas também transmitiu a ela o conhecimento da dobra de energia. Korra subsequentemente utilizou a técnica em Lin Beifong, restaurando efetivamente sua dobra de terra.[2] Nos meses seguintes, Korra também restaurou a dobra de todos os outros que foram vítimas de Amon na Cidade República, com exceção dos criminosos da Tríade.[6]

171 DG[]

Depois que Raava foi separada de Korra e destruída pelo Avatar das Trevas, Tenzin sugeriu a Korra que ela entrasse na cavidade da Árvore do Tempo e dobrasse a energia dentro de si mesma. Korra fez isso e conseguiu acessar a energia cósmica do universo e de seu próprio espírito, emergindo como uma enorme projeção astral feita de luz azul. Com essa forma, ela lutou contra o Avatar das Trevas e extraiu Raava dele, antes de dobrar espiritualmente o Avatar das Trevas, dissipando-o efetivamente.[7]

174 DG[]

Arquivo:Korra bending spiritual energy.png

Korra dobrou a energia no Mundo Espiritual para libertar almas capturadas.

Em 174 DG, Korra confrontou as vinhas espirituais que se tornaram hostis como reação à colheita das raízes da árvore do bosque-banyan por Kuvira. Finalmente, reconectando-se com Raava no Mundo Espiritual, ela conseguiu localizar as almas aprisionadas de Jinora, Ryu e várias outras no Mundo Espiritual, e aprendeu com Raava que ela estava mais poderosa no Mundo Espiritual, pois estava conectada a toda a energia espiritual lá presente. Ao ser informada de que precisava dobrar a energia interior, Korra entrou no Estado Avatar, colocou a mão na cápsula vegetativa onde as almas das vítimas estavam presas e começou a dobrar sua energia, dissipando lentamente a esfera em uma luz dourada e liberando as almas.[8]

Logo depois, durante a invasão da República Unida das Nações, um feixe do canhão de energia espiritual de Kuvira ameaçava matá-la e causar danos massivos depois de sair de controle devido à extração excessiva de energia das vinhas no Mundo Espiritual da Cidade República. Korra pulou na frente de Kuvira, entrou no Estado Avatar e usou a dobra de energia para desviar o curso do feixe. O choque de energia causou uma explosão de tal magnitude que abriu um novo portal entre o mundo mortal e o Mundo Espiritual no coração da capital.[9]

Habilidades[]

Existem quatro aplicações conhecidas da dominação de energia:

Projeção astral[]

Ao acessar a vasta extensão da energia cósmica com a ajuda da Árvore do Tempo, Korra foi capaz de dobrar a energia dentro de si mesma para criar uma projeção astral de seu espírito. Apesar de não estar ligada a uma forma corpórea, a projeção foi capaz tanto de infligir quanto de suportar grandes danos físicos e utilizar dominação. Essa forma astral também era capaz de disparar um feixe de luz semelhante ao de Vaatu. Embora seja apenas uma projeção, devido à conexão espiritual com o usuário, ela também é afetada pela dominação espiritual.[7]

Concessão de dominação[]

O dominação de energia pode ser usado para conceder a um indivíduo o poder de dobrar. Durante a era de Raava, diferentes tartarugas-leão usavam esse poder para dar aos habitantes de seus respectivos assentamentos o poder de dobrar quando saíam de casa para buscar comida.[10] Em 170 DG, essa habilidade foi usada pelo Avatar Aang para restaurar a dobra do Avatar Korra a mesma Korra que posteriormente a usou para restaurar o dominação de Lin Beifong, que havia sido removido por Amon.[2] As tartarugas-leão, no entanto, são os únicos dobradores de energia conhecidos por conceder dominação a não-dobradores natos.

Remoção de dominação[]

Um dobrador de energia é capaz de remover permanentemente a dominação de uma pessoa, a menos que seja restaurada por um dobrador de energia. Durante a era de Raava, diferentes tartarugas-leão usavam esse poder para remover o dominação concedida dos habitantes de suas respectivas aldeias quando eles voltavam para casa depois de buscar comida.[10] Aang mais tarde usou isso para remover o dominação de fogo de Ozai[4] e a dominação de água de Yakone.[5]

Manipulação da energia espiritual[]

É a habilidade de manipular a energia que se origina do Mundo Espiritual. Korra usou essa técnica pela primeira vez para manipular a energia das cápsulas que envolviam Jinora, Ryu e seu grupo de turistas depois que eles foram capturados por videiras espirituais hostis.[8] Mais tarde, ela empregou a mesma técnica no mundo mortal para desviar um feixe letal de energia disparado pelo canhão espiritual de Kuvira e salvar o dobrador de metal.[9]

Notáveis dominadores de energia[]

R indica a habilidade conhecida de remover a dominação.
G indica a habilidade conhecida de dar dominação.
A indica a habilidade conhecida de projeção astral.

Avatar: A Lenda de Aang[]

* Avatar Aang R

A Lenda de Korra[]

* Avatar Aang R G

Referências[]

  1. 1,0 1,1 1,2 O Cometa de Sozin Parte 2 - Os Velhos Mestres. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 19. Nickelodeon. (19 de julho de 2008). Aaron Ehasz (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).
  2. 2,0 2,1 2,2 Fim de Jogo. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 12. Nickelodeon. (23 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  3. Inícios, Parte 2. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 20. Nickelodeon. (18 de outubro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  4. 4,0 4,1 4,2 O Cometa de Sozin Parte 4 - O Avatar Aang. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 21. Nickelodeon. (19 de julho de 2008). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos (diretor).
  5. 5,0 5,1 Do Passado. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 9. Nickelodeon. (9 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  6. Legend of Korra season 2 premiere: The creators answer our burning questions (September 13, 2013). Retrieved on setembro 13, 2013.
  7. 7,0 7,1 Luz no Escuro. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 26. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  8. 8,0 8,1 Além do Selvagem. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 22. Nick.com. (28 de novembro de 2014). Joshua Hamilton (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  9. 9,0 9,1 O Confronto Final. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 26. Nick.com. (19 de dezembro de 2014). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Melchior Zwyer (diretor).
  10. 10,0 10,1 Inícios, Parte 1. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 19. Nickelodeon. (18 de outubro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Colin Heck (diretor).
Advertisement