Emblema da Dobra de Água.pngEmblema da Tribo da Água.png


A Dobra de Água é uma das quatro artes de Dobra elementais, a capacidade de manipular água. O povo das Tribos da Água utilizam este tipo de dobra. Por sua vez, as tribos da água são divididas entre a Tribo da Água do Sul, a Tribo da Água do Norte, e a menos conhecida Tribo da Água do Pântano, situada no Reino da Terra. A água é o elemento da mudança; a lua é a fonte de poder da dobra de água, e os primeiros dobradores de água aprenderam a técnica observando como ela empurra e puxa as marés.

As Tribos da Água são os únicos povos que não aprenderam a dobrar a partir de um animal, embora Tui e La tomassem a forma de peixes koi no Mundo Mortal. O estilo de luta de dobra de água é mais fluido e gracioso, atuando em harmonia com o seu ambiente. No entanto, o estilo de dobra do Pântano Nebuloso é mais rígido e reto, porém, eles também utilizam bastante da natureza à sua volta.

Dobradores de água lidam com o fluxo de energia, permitindo que sua defesa se torne o próprio ataque e redirecionando a força do oponente contra ele.

Origem[editar | editar código-fonte]

Durante a era de Raava, o poder da dobra da água foi concedido primeiramente pela tartaruga-leão da água, que fornecê-la provisória temporariamente como a proteção àquelas que arriscam-se na Selva Espiritual. No entanto, depois que as tartarugas-leões renunciaram seus papéis como protetores da humanidade durante a Era do Avatar, os descendentes das pessoas que viviam sobre a tartaruga-leão da água, eventualmente, aprendeu a dobrar a água novamente, observando como a Lua empurrava e puxava as marés do Oceano, eles aprenderam a simular o efeito em si. Como tal, eles têm uma forte conexão espiritual com a Lua e sua contrapartida, o Oceano. De fato, a dominação de água é a única arte de dobra que se origina de espíritos em vez de animais e, além disso, qualquer efeito adverso sobre esses espíritos afeta prejudicialmente os dobradores de água.

Técnicas[editar | editar código-fonte]

A dobra de água possui grande versatilidade. Em vez de apoiar em um conjunto separado de métodos ofensivos, ela emprega técnicas defensivas que podem ser transformadas em ataques e transformando defesa em ataque. Em vez de simplesmente desviar um ataque, as manobras defensivas de dobra de água focalizam no controle, transformando a própria força de um oponente contra ele, sendo mais efetivo que prejudicando diretamente o oponente.

Técnicas Básicas[editar | editar código-fonte]

Chicote de Água, uma das técnicas mais utilizadas por Katara

Chicote de Água : O Chicote de Água é uma técnica básica da dobra de água. Esta consiste em retirar água de um fonte e moldá-la na forma de um chicote que pode ter vários usos, ofensivos e defensivos. Katara aprendeu essa técnica através de um pergaminho de dobra de água. Outros usuários incluem Aang, Korra e Unalaq. Dobradores de Água mais poderosos conseguem criar chicotes com os seus pés, criar dois chicotes e mantê-los ao mesmo tempo ou congelá-los parcialmente. Estes chicotes podem ser usados para neutralizar vários ataques como pedras ou pequenos incêndios, ou serem usados para atingir ou imobilizar inimigos.

Katara usou os Discos de Gelo contra Pakku

Discos de gelo: Este movimento consiste em congelar uma fonte de água próxima numa coluna de gelo. O dobrador então corta a coluna em vários bocados e estes "bocados" podem ser lançados contra o inimigo. Estes são altamente cortantes. Uma coluna mais alta ou espessa ira produzir discos de maior volume. Apesar do seu poder, estes discos podem ser facilmente partidos por outro dobrador da água com apenas simples toques. Esta técnica foi demonstrada pela primeira vez por Katara contra o Mestre Pakku, durante seu duelo no Polo Norte.

Sopro de gelo : Um dobrador de água pode usar esta técnica. Ao soprar ele pode congelar vários objetos ou até inimigos. Esta técnica manifesta-se através de um sopro de cor branco e um estrutura gélida. Esta técnica foi primeiramente usada por Katara para congelar Jato à uma árvore. Depois de ter estudado sobre o pergaminho da dobra de água e derrotar o Mestre Pakku, esta melhorou a sua técnica de modo a conseguir mais facilmente produzir uma maior quantidade de gelo, como nas ocasiões em que usou o sopro para congelar e imobilizar um tanque da Nação do Fogo ou para libertar Sokka de Huu quando este era o Monstro do Pântano no Reino da Terra. Durante outras ocasiões, Aang também usou esta técnica (usando dobra de ar e não de água), mais concretamente para congelar e destruir as correntes que suportavam a prisão metálica do Rei Bumi na cidade de Omashu. Esta técnica foi usada pelo Avatar Roku combinada com a dobra de ar para parar a lava de um vulcão e salvar a sua ilha.

Escudo de gelo: Dobradores da água podem utilizar uma fonte próxima do seu elemento, manipulá-la em várias formas e congelá-la de modo a obterem um escudo de gelo para defender a si mesmos ou a outros. Esta técnica foi usada pela primeira vez pelo Mestre Pakku contra Katara no Polo Norte. Muitas outras vezes, Katara e Aang usaram esta técnica para a proteção contra ataques. Esta técnica foi utilizada uma última vez por Pakku contra a Nação do Fogo em Ba Sing Se, criando uma gigantesca parede de gelo para proteção contra os ataques dos dobradores de fogo. Décadas depois, está técnica foi utilizada por Korra contra um agente de elite da Força Policial de Cidade República e mais um vez por Unalaq contra Korra durante a sua batalha no Polo Sul, protegendo-o dos ataques de fogo da jovem Avatar.

Garras de gelo:

Hama usou as garras de gelo numa exibição a Katara.

As garras de gelo foram uma técnica usada por Hama, usando água, um dobrador de água pode usá-la para congelar os seus dedos de modo a formar garras. Estas garras podem ser lançadas ao inimigo, sendo literalmente facas cortantes. Devido à pouca quantidade de água necessária ao seu uso podem ser usadas facilmente. Foi usada pela primeira vez numa exibição de Hama a Katara, enquanto a mesma lhe mostrava como era possível retirar água do próprio ar e plantas e usá-la para realizar várias técnicas, mesmo sem a presença de fontes consideráveis de água.

Espinhos de gelo : Uma técnica demonstrada por vários dobradores. Consiste em disparar gelo rapidamente no adversário, tendo esta forma de espinhos ou estacas.

Espada de gelo :

Ming-Hua usou uma Espada de Gelo para ameaçar um cidadão.

Esta técnica consiste em usar a água para envolver um dos membros do dobrador e congelá-la na forma de uma lâmina de modo a formar uma espada de gelo. Esta técnica foi usada pela primeira vez por Ming-hua, congelando um dos seus membros aquáticos e usando a espada para ameaçar um condutor de modo à Lótus Vermelho escapar da cidade. Uma versão alternativa desta técnica foi usada por Tonraq contra Zaheer, sendo esta variante mais curta, espessa e também menos afiada. Rampa de gelo :

Arquivo:Rampa de Gelo.jpg

Korra usou a Rampa de Gelo contra os rebeldes da Tribo da Água do Sul.

Um dobrador da água consegue congelar rápidamente o seu elemento de modo a criar rampas de gelo ou água de variadas formas e feitios. Estas rampas podem ser usadas como transportes sendo muito versáteis e úteis, para a proteção contra ataques, ou como defesas. Esta técnica foi pela primeira vez usada pelo Mestre Pakku no Polo Norte e mais tarde por Katara várias vezes durante a Grande Guerra.  a jovem Avatar também usou esta técnica durante a Guerra Civil das Tribos da Água. Tonraq também usou-a de modo a atacar o seu irmão e Unalaq usou-a durante a sua luta contra Mako e Bolin.

Filtragem de água: Quando ajudado por um dobrador da terra, um dobrador da água é capaz de filtrar e remover os poluentes de águas poluídas. O dobrador da água sustém a água no ar enquanto o dobrador da terra remove os poluentes. Esta técnica foi usada pela primeira vez por Katara e Toph para limpar e remover os poluentes de um rio de uma vila da Nação do Fogo.

Técnicas especializadas[editar | editar código-fonte]

Dobra de água sem braços: Dobradores de água eficientes podem controlar a água sem o uso de membros, contando apenas com o tronco para gerar movimento suficiente para manipular um meio. Com essa técnica, dobradores de água, como Ming-Hua, podem criar apêndices semelhantes a água como braços improvisados ​​e até transformar todo o corpo em uma broca de gelo, gerando impulso suficiente. [11]

Dobra de Sangue: a dominação de sangue é uma aplicação bastante sinistra do princípio de que a água está presente em todos os organismos vivos, tornando-os objetos dobráveis. Por definição, a dobra de sangue é uma técnica que permite ao dobrador impor sua vontade a um organismo. Inicialmente, pensava-se que a dobra de sangue só poderia ser feita durante a lua cheia, onde os dobradores de água são os mais poderosos. No entanto, ficou provado que o domínio completo da dobra de sangue não exigiria a lua cheia para praticar a habilidade, quando Yakone e mais tarde seus filhos, Noatak e Tarrlok, empregaram a técnica sem o auxílio da lua cheia. [34]

A técnica foi inventada por Hama durante seu tempo como prisioneira da Nação do Fogo após os ataques à Tribo da Água do Sul. Ela chegou à conclusão de que os seres vivos, incluindo animais e humanos, contêm grandes volumes de água e, portanto, podem ser dobrados. Mais tarde, a técnica foi proibida após a Guerra dos Cem Anos, com Katara liderando a moção para que ela fosse declarada ilegal. [34]

Manipulação de nuvens: trabalhando juntos, um dobrador de água e um dobrador de ar podem manipular facilmente as nuvens, que são feitas de ar e água, para criar várias formas. Em um exemplo específico, a formação de nuvens foi usada para fornecer uma mensagem aos moradores próximos de um vulcão em erupção. [55] Mais tarde, foi usado por Aang e seus amigos para disfarçar seus voos no Appa enquanto se deslocavam pela Nação do Fogo.

Condensação: Não apenas os dobradores de água qualificados podem condensar nuvens em uma fonte utilizável de água quando estão a uma curta distância de um, [57] mas também podem condensar vapor de água invisível diretamente no ar. [3] Embora, devido às quantidades limitadas de água presentes no ar a quantidade de água extraída do ar seja mínima. Ambiente favorável e condições climáticas aumentam a quantidade de água que se pode remover do ar.

Katara descobriu suas habilidades de cura depois de ser queimada acidentalmente por Aang.

Cura: Os dobradores de água às vezes podem usar uma sub habilidade única: a capacidade de curar lesões redirecionando caminhos de energia, ou chi, por todo o corpo, usando a água como catalisador. Dobradores de água podem usar suas habilidades para curar, cercando uma pessoa doente ou ferida com água, que brilha durante o processo. [4] Quando infundida em conhecimento espiritual, uma variação dessa técnica pode ser usada para acalmar espíritos irados, como demonstrado por Unalaq e Korra. [58] O uso da cura geralmente era ensinado às dobradoras de água do sexo feminino da Tribo da Água do Norte, que não tinham permissão para estudar formas combativas de dobrar a água antes do final da Guerra dos Cem Anos. [15] Katara é conhecida por ser a melhor curandeira do mundo. Com a ajuda da água do Oásis Espiritual, ela foi capaz de curar Aang e ressuscitá-lo. [25]

Dobra de plantas: Um membro da Tribo do Pântano Nebuloso, Huu, ilustrou que os dobradores de água talentosos podem manipular a vida das plantas. A dobra de plantas permitiu que os membros do pântano controlassem e manipulassem todas as formas de vida das plantas, desde as vinhas e raízes altamente saturadas de água encontradas nos pântanos até as algas do fundo do oceano - elas podem até comprimir e substituir rapidamente a massa das plantas que plantam. Drenando os lírios de fogo

Hama dobrou a água dos lírios de fogo.

Indo além, um dobrador de água qualificado é capaz de separar e extrair completamente a água das plantas para uma utilização mais eficaz, assim como é capaz de separar a água da lama, areia e até dos sistemas de rios poluídos, etc. No caso da vida vegetal, esse processo deixará para trás os restos murchados de toda a vida vegetal afetada ou até os fará colapsar no caso de árvores grandes. O grau de habilidade em manipular a vida vegetal depende da experiência do dobrador e da presença ou não de uma lua cheia. Katara e Hama extraíram a água de grandes árvores com relativamente pouca dificuldade durante sua batalha sob a lua cheia. Formas mais simples e menores de vida vegetal, como grama, flores e algas, podem ser dobradas com relativa facilidade, com ou sem lua cheia. [3]

Soluções: Foi demonstrado que os dobradores de água podem manipular qualquer massa de líquido que contenha um pouco de água. Por exemplo, Katara dobrou o conteúdo dos tanques de perfume da abadia. [59] Ela costumava dobrar a água para mexer e colocar o guisado em tigelas, derramar tinta de uma tigela e dobrar a água na lama também. Katara interrompeu o fluxo da lama na parte de trás da broca para impedir que Ty Lee a seguisse e, com a ajuda de Toph, elas foram capazes de empurrar a lama de volta para a broca. Katara foi vista dobrando a lama quando ela e Toph acabaram brigando quando deveriam treinar Aang, e ela colocou a sopa na boca de Appa de uma panela. [27] Katara dobrou a tinta para fazer com que um oficial da Nação do Fogo deixasse a sala para que ela e Zuko pudessem procurar nos arquivos sobre a localização atual dos Atacantes do Sul. [20] Aang pensou em usar a "dobra de cola" para derrotar Ozai, sugerindo que um dobrador de água possa dobrar a cola. [60]

Dobra do Espíritos: Uma variação da técnica de cura com a adição de conhecimento espiritual. Ao envolver espíritos ou até almas humanas projetadas no Mundo Espiritual com água, é possível induzir uma mudança entre as energias positiva e negativa, criando equilíbrio ou desequilíbrio dentro do alvo. [61] [62]

Manipulação de vapor: Uma técnica que permite dobradores de água manipular vapor e também pode ser usada para manipular nevoeiro. Pode ser usado para congelar pessoas ou objetos ou para criar capa. Katara fez bom uso da técnica quando criou uma espessa nuvem de vapor para esconder um navio do inimigo [54] e quando se cercou de neblina para criar uma atmosfera estranha enquanto fingia ser um espírito do rio. [23] Korra também fez uso dessa técnica enquanto se infiltrava na manifestação de Amon, usando vapor de canos próximos para fornecer cobertura para Mako. [63]

Corrida na água: é uma técnica na qual os dobradores de água correm sobre a água em alta velocidade, além de andar sobre objetos estranhos com o mesmo objetivo. Essa técnica foi usada pela primeira vez durante o cruzamento do Passe da Serpente pelo Avatar da Equipe, quando Katara formou uma prancha de gelo e aumentou sua velocidade para efetivamente congelar a parte central da serpente sem ser atingida. [29] Ela usou uma segunda vez para atravessar o lago até Jang Hui. [23] Aang usou isso em sua luta contra Ozai para fugir dos ataques de Ozai após ser derrubado de um penhasco. [36] Durante a briga com Korra, Desna e Eska envolveram os pés com gelo para permitir que deslizassem pela água. [51] Korra também usou essa técnica para montar uma onda e atravessar a água quando tentava parar dois ladrões em uma pequena cidade de pescadores. [64]

Fortalecimento da Dobra de Água[editar | editar código-fonte]

A Dobra de Água é muito poderosa durante a noite, devido à sua afinidade lunar. Durante uma lua cheia, em particular, a dobra de água é muito melhorada, ao ponto onde um único dominador de água pode superar vários adversários com relativa facilidade. A dominação de sangue foi em grande parte pensada ser possível somente sob uma Lua Cheia. Como nota adicional, as habilidades de dominação de água não são reforçadas durante um eclipse solar. Durante um eclipse solar, a lua está diretamente na frente do sol. Enquanto a lua bloqueia a luz do sol, toda a luz do sol brilha no outro lado da lua. O lado da lua está completamente escuro, significando que a fase da lua está na fase da lua nova. Durante um eclipse solar, a lua está sempre no estágio de lua nova. Uma vez que uma lua cheia fortalece e amplifica as habilidades de dobra de água de um dobrador de água para vários níveis, um eclipse solar não aumenta as habilidades de um mestre de água. Finalmente, os dobradores de água se tornam mais fortes quando estão perto das regiões polares

Arte Oposta[editar | editar código-fonte]

A antítese da dobra de água é a de fogo, embora seja similar em sua necessidade de disciplina interna, controle da respiração e forte conexão com forças externas. Os dobradores de fogo usam socos rápidos fortes e chutes para atirar fogo, enquanto dominadores de água usam movimentos lentos e voltas elegantes e giros para retornar o impulso dos ataques dos adversários com explosões de água. Os dobradores de fogo atacam primeiro, enquanto os dobradores de água aguardam e transformam os ataques de seu alvo contra eles.

Como todas as artes de dominação, a dobra da água é balanceada para não ser mais ou menos poderosa do que as outras artes. É a habilidade e o talento do usuário determina a vitória. No caso da dobra de água no entanto, a capacidade de um dobrador de água é significativamente dependente da quantidade de água disponível.

Avatar Roku, nascido um dobrador de fogo, considerou aprendizagem dobra de água como "especialmente desafiador" e chamado de dominar os quatro elementos "trabalho amargo". Mesmo quando em situações de combate, Roku favorecia a dobra de fogo, terra ou ar acima da dominação da água, até o ponto em que ele não usou a dobra de água para combater um vulcão, apesar de estar cercado pelo mar.

Iroh criou uma técnica de dobra de fogo que usa a filosofia de dobra de água para redirecionar o relâmpago. Zuko foi ensinado a técnica e ambos foram mostrados usando-o eficazmente de encontro aos oponentes poderosos. Zuko mais tarde ensinou a Aang, que também foi capaz de usar a técnica.

Embora eles se oponham uns aos outros como artes de dominação, tanto a dobra de água quanto a de fogo podem manipular energia térmica externa.

Tanto a dobra da água como a queima de fogo podem ter um efeito no ambiente se o dobrador perde a paciência, como visto quando Katara quebrou gelo enquanto gritava em Sokka, e quando Zuko estava tendo uma discussão tensa com Azula, Mai e Ty Lee.

Armas[editar | editar código-fonte]

As únicas ocasiões onde foi visto alguém usando uma arma arma para auxiliar a dominação de água foi quando Avatar Kyoshi usou seus leques para criar uma onda e quando Aang usou seu bastão para congelar água. [31] Entretanto, muitos dominadores de água carregam bolsas de água de vários tamanhos para usar em lugares onde esse elemento não é abundante como desertos e zonas urbanas.

Estilos[editar | editar código-fonte]

Há quatro estilos conhecidos de dominação de água: O da tribo do Norte, a da Tribo do Sul e a da Tribo do Pântano e a da dominação profissional.

Fraquezas[editar | editar código-fonte]

Fonte de água externa: Um mestre de água ganha uma vantagem ou desvantagem significativa em relação a outros dobradores, dependendo da quantidade de água na vizinhança. Os inimigos são capazes de tirar proveito disso, afastando-os de fontes de água. Como resultado, Dominadores de Água viajando muitas vezes carregam uma pele de água com eles em todos os momentos. Mestre da Dominação são capazes de extrair água de plantas, em última análise, matar as plantas, e até mesmo condensar vapor de água fora do ar.

Imobilização: A dobra de água é quase inteiramente dependente do movimento dos braços do dobrador, oposto a dominação de terra, que usa principalmente o corpo inferior. Isso deixa o dobrador de água vulnerável quando ele ou ela está com as mãos presas ou teve o fluxo de chi bloqueado nos braços. A dobra de água pode ser realizado com a parte inferior do corpo, como quando Katara ancorou seus pés no gelo durante a sua luta contra o Mestre Pakku, ou quando ela criou um pedaço de gelo para usar como uma prancha de surf ao lutar contra uma serpente de mar gigante. A técnica do corpo é descrita no pergaminho de dobra de água roubado por Katara, de que tanto ela quanto Aang aprenderam uma técnica chamada o chicote da água. No entanto, Katara usou seus pés quando lutou os dobradores de terra da Guarda Real, no Palácio Real, realizando um chicote de água maior do que o normal. Hama também diz brevemente a Katara como os guardas da prisão da Nação do Fogo prendiam os braços dos dobradores de água cada vez que lhes davam água para beber, enfatizando sua impotência.

Eclipse Lunar: Outra fraqueza da dominação da água é a sua dependência da lua. Embora os dobradores de água ganham o poder da lua durante as luas cheias, a ausência da lua durante um eclipse lunar resulta em uma perda completa da capacidade de dominação.

Estado emocional: O poder de um dobrador de água provém da energia vital interna,chi. Devido a isso, o poder de um Dobrador de água está conectado ao seu estado emocional presente. Se um inexperiente mestre de água perder seu temperamento, sua força de dobra de água se intensifica, mas, por sua vez, o controle se perde; Isso foi demonstrado por Katara quando perdeu a paciência contra Sokka e, inadvertidamente, quebrou um iceberg. Embora isso tenha o potencial de ser bastante perigoso em um dobrador com pouco ou nenhum treinamento, ele também serve como uma bênção para um dobrador com treinamento e experiência apropriados, bem como equilíbrio sobre suas emoções.

Eletricidade: A água impura é um condutor natural da eletricidade. Considerando quantas técnicas dobra de água envolvem contato direto à água própria, o bender é deixado vulnerável a um raio. Mako foi capaz de explorar essa fraqueza e derrotar Ming-Hua.

Superando as fraquezas[editar | editar código-fonte]

Algumas das fraquezas padrão de dobra de água podem ser superadas por mestres da dominação qualificados. Em ambientes sem água, um mestre pode puxar partículas de água para fora das nuvens, do ar e até mesmo de organismos vivos, como plantas e árvores. A desvantagem é que, se a água é removida de um organismo vivo, ela vai murchar e morrer. A água também pode ser obtida a partir do corpo do próprio dominador, usando o suor ou saliva se necessário. A quantidade de água que pode ser removida do ar varia dependendo das condições climáticas. Como apenas uma pequena proporção da atmosfera do planeta é água gasosa, essas quantidades seriam limitadas mesmo no melhor dos casos. No entanto, a quantidade de água pode ser suficiente para formar uma arma utilizável, como as garras de gelo, que não necessitam de muita água para formar.

Além disso, a imobilização não funciona em dominadores que dominam a capacidade de dobrar a água usando a parte inferior do corpo e/ou sem quaisquer braços, como Ming-Hua.

Símbolo elementar[editar | editar código-fonte]

Emblema da Dobra de Água.png

O símbolo para a água de sua dobra é um círculo que compreende uma estilizada onda de oceano com três cristas espirais que quebram sobre três linhas diagonais onduladas que representam a água. Ele também mostra como os Espíritos da Lua e do Oceano trabalham juntos, com a lua simbolizada pela borda circular e o Espírito do Oceano simbolizado pela imagem de um oceano. O símbolo é caracterizado em conexão com a espiritualidade do Norte e no colar de Katara, esculpido por mestre Pakku para sua avó como um presente do noivado.

Espiritualidade e Dobra de Água[editar | editar código-fonte]

Como a lua que controla as marés, os dobradores movem a água usando seu chi para imitar o empuxo gravitacional escolhendo como dirigir sua energia usando dois jings, que trabalham para empurrar e puxar a água que está sendo controlada. Por causa desta simpatia lunar, o poder de um Dobrador de Água é mais forte durante a noite, em seu zênite absoluto durante uma lua cheia, e perdido durante um eclipse lunar. O poder do dobradores também é aumentado durante a chuva, por razões óbvias. Além disso, o poder deles é mais forte quando ele ou ela está situada em climas mais frios, durante o inverno, ou perto de suas terras polares de onde são nativos.

A lenda explica ainda mais que Tui, que significa "empurrar", o Espírito da Lua, e seu parceiro simbiótico La, que significa "puxar", o Espírito do Oceano, desistiram de sua imortalidade para fazer parte do mundo mortal. Na verdade, esses espíritos existem nas formas físicas de dois peixes koi eternamente circulando um ao outro em um lago, no oásis altamente espiritual, na capital da Tribo da Água do Norte.

A relação "empurrar e puxar" entre a gravidade da lua e a inércia da água é representada por Yin e Yang. O koi do Espírito da Lua é branco, com uma marcação preta da testa, e o koi do Espírito Oceano é preto, com uma marcação branca na testa, imitando as duas forças primitivas.

Sem o equilíbrio desses dois aspectos espirituais, os dominadores de água perdem seus poderes. Isto foi ilustrado quando a forma mortal de Tui foi morta pelo Almirante Zhao durante o cerco da Nação do Fogo da Tribo da Água do Norte. A lua desapareceu do céu, o equilíbrio do mundo foi perturbado, e os dominadores de água defendendo o Polo Norte ficaram impotentes.

A frota invasora da Nação do Fogo foi posteriormente derrotada quando o Avatar, Aang, atuou como um avatar literal de La e se combinou para formar uma gigantesca criatura aquática que varreu as forças da Nação do Fogo para o mar. O equilíbrio foi restaurado quando a Princesa Yue, que havia recebido uma parte da força vital de Tui no nascimento para evitar sua morte imediata, devolveu essa força e se sacrificou para que Tui pudesse viver.

A Dominação de Água enfatiza a simbiose: agir em conjunto com o ambiente e orientá-lo, em vez de evitar, controlar ou trabalhar contra ele. Na Tribo do Pântano Nevoeiro, os Dominador de Água mostraram-se especialmente sintonizados com o meio ambiente, já que um de seus membros, Huu, conseguiu alcançar a iluminação meditando sob uma árvore no coração do pântano e conectando-se com ela da mesma forma que é Conectado com o resto do pântano, como é um organismo superior. Conexão

A Dobra de Água é baseado em um estilo de Tai Chi Chuan, especificamente o estilo Yang. É uma arte marcial chinesa que apresenta movimentos lentos e formas elegantes que evocam a sensação de fluxo de água.

Como tai chi, a vantagem principal de um Dominador de Água é a facilidade com que ele ou ela pode controlar seu oponente, não simplesmente prejudicá-los. Ambas as artes foram influenciadas por antigas práticas de cura; As pessoas canalizariam seus "caminhos de energia" dentro de si para áreas do corpo onde a cura era necessária. Eles também compartilham um foco específico: alinhamento corporal, respiração e visualização. Finalmente, um Dobrador de Água pode tipicamente encontrar que a suavidade e a respiração são mais eficazes para sua habilidade do que a agressão dura, apenas como um praticante do tai chi faz.

O estilo da dominação profissional é mais reminiscente de artes marciais misturadas lutando, como visto com a grande variedade de técnicas utilizadas no esporte para a Dobra de Água.

Estilo de Luta[editar | editar código-fonte]

Arquivo:Waterbending emblem.png

Emblema de Manipulação de água

O estilo de luta da água é baseado em um estilo de Tai Chi Chuan (em especial, o estilo Yang), que é uma arte marcial chinesa que apresenta movimentos lentos e formas elegantes que provocam a sensação de água corrente. Ela oferece versatilidade; a força da água vem da sua capacidade defensiva que, em vez de apoiar em um conjunto distinto de métodos ofensivos, se transforma em tanto ataque quanto em defesa - a defesa em ataque. Ao invés de simplesmente parar para desviar um ataque, as manobras defensivas da água dão foco ao controle, conseguida através do giro da própria força do adversário contra ele, em vez de prejudicá-lo diretamente.

Dobradores de água conhecidos[editar | editar código-fonte]

† indica que morreu durante a série.
C indica que possuí habilidades de cura.
S indica que é capaz de dobrar sangue.
P indica que sabe dobrar plantas

Avatar: A Lenda de Aang e comics relacionadas[editar | editar código-fonte]

A Lenda de Korra[editar | editar código-fonte]

Trivia[editar | editar código-fonte]

  • Mais dobradores de água nascem durante a estação do inverno do que em qualquer outra estação.
  • Todos os três sub-estilos conhecidos de dobra de água foram desenvolvidos por uma tribo diferente: Cura pela Tribo do Norte, dobra de plantas pela Tribo do Pântano, e Dobra de Sangue por uma dobradora de água do sul.
  • A Dobra de Água é a primeira arte de dominação mostrada na franquia: foi exibido primeiramente na sequência de abertura e subsequentemente usado por Katara enquanto pescando com Sokka no Polo Sul.
  • Katara é a única pessoa conhecida a ter aprendido todos os três sub-estilos de dobra de água, embora ela não tenha aprendido a dobra de espíritos, uma variação na técnica de cura.
  • Dobra de Água é a única arte de dominação que não se origina de animais.
  • De acordo com "Avatar Extras", durante a produção do "A Manipuladora de Fantoches", a técnica que Hama usou para segurar temporariamente Katara era jocosamente tratada como "Pare de se Bater".
  • A escultura no colar de Katara é semelhante ao símbolo de dobra de água.
  • A única técnica de chicote de água envolve movimentos idênticos a uma forma em Tai Chi, conhecida como a forma de chicote único.
  • De acordo com o pergaminho de dominação de água, a palavra 'dominação de água' é escrito em chinês como 截 水 神功, que pode ser traduzido como "A capacidade divina para parar a água"

Av

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.