Avatar Wiki
Advertisement
Emblema da Tribo da Água.pngEmblema da Dobra de Água.png


Desna e Eska são os filhos gêmeos do chefe Unalaq, bem com os seus sucessores como líderes da Tribo da Água do Norte e primos de Korra. Eles foram inicialmente muito leais ao seu pai, atendendo todas as suas ordens, até que ele usou a Convergência Harmônica para se tornar o Avatar Sombrio, percebendo que o seu pai estava além da salvação, eles se voltam contra ele e ajudam a Equipe Avatar a salvar do mundo da era da escuridão.

História[]

Primeiros anos[]

Desna e Eska nasceram em 155 DG de Unalaq e Malina. Cresceram no Norte e desenvolveram pouca atração pela Tribo do Sul e seus habitantes, incluindo sua prima, Korra.

171 DG[]

Conhecendo Bolin[]

Em 171 DG, acompanharam o pai em viagem ao Polo Sul no Festival dos Espíritos Glaciais, como os filhos do chefe sentaram-se na mesa de honra durante o banquete real em honra ao seu pai e escutaram com atenção a conversa de seu pai com Korra, mas se mantiveram em silêncio. Após o jantar, eles compareceram ao festival de carnaval, onde permaneceram solenemente, olhando com desinteresse para os transeuntes, antes que Eska fosse abordada por Bolin, que tentava encantá-la. Eska o encarou atentamente, respirando fundo, fazendo com que o dobrador de terra ficasse nervoso, e Desna afirmou monotonamente que achava que Bolin estava tentando estabelecer um vínculo com sua irmã. Divertido com a ideia de passar um tempo com alguém de uma formação cultural diferente, Eska prontamente declarou que agora ele pertencia a ela. Quando Bolin perguntou se ela o queria como namorado ou escravo, ela permaneceu ambígua e, em vez disso, ordenou que ele ganhasse seus prêmios.

Viagem ao Pólo Sul[]

Algum tempo depois, os gêmeos acompanharam seu pai, Korra, Mako, Bolin e Tonraq ao centro do Pólo Sul, onde Avatar Korra abriria o portal espiritual adormecido da Tribo da Água do Sul para impedir os ataques dos espíritos sombrios. Desna e Eska foram escalados para viajar em um camelo ártico, embora quando Bolin chegou em uma moto de neve com boleia, Eska perguntou se o sidecar tinha capacidade para dois passageiros. Bolin avidamente disse a ela que sim, interpretando sua pergunta como Eska querendo ir com ele, embora ela pretendesse que Bolin levasse ela e seu irmão como passageiros, para grande desgosto de Bolin.

Quando o grupo mais tarde montou acampamento para passar a noite, Korra perguntou a Unalaq se ele tinha uma teoria sobre por que os espíritos das trevas estavam atacando. Bolin, cada vez mais assustado, se aproximou de Eska e colocou a cabeça em seu ombro. Ela afirmou secamente que ele não precisava se preocupar, pois ela o protegeria, apelidando-o de seu "fraco pato tartaruga".

Enquanto o grupo avançava novamente, eles foram emboscados por espíritos sombrios, um dos quais entrou no motor do snowmobile, fazendo com que a máquina enlouquecesse, mandando os gêmeos e Bolin em alta velocidade em direção a uma montanha. Sem emoção, mesmo com a perspectiva da morte certa, os gêmeos agarraram Bolin e pularam da máquina antes que ela batesse. Eles deixaram Bolin deslizar pela encosta por conta própria, enquanto usavam sua dobra para criar sapatas de gelo e patinar montanha abaixo com controle perfeito, parando com o resto do grupo. Quando Bolin parou com seu macacão de neve totalmente inflado, Eska ajudou-o a desinflar furando seu casaco com três pontas de gelo. Os gêmeos cavalgaram o resto do caminho no camelo ártico de Mako, arrastando Bolin, que permaneceu sentado no snowmobile agora destruído.

Depois que Korra conseguiu restaurar as luzes do sul e saiu ilesa da floresta, Bolin foi o primeiro a abraçá-la. No entanto, Eska o quebrou dobrando uma parede de gelo entre o dobrador de terra e o Avatar, deslizando o primeiro de volta para ela, exigindo saber por que ele estava iniciando o contato físico com outra mulher. Bolin sorriu nervosamente e Eska o soltou, antes de ir embora com seu irmão. [9]

Personalidade[]

Desna e Eska demonstram muito poucas emoções além de tédio, o que pode ser demonstrado com seu desprezo compartilhado com a maior parte das pessoas, lugares e coisas. Isso se estende até mesmo a Korra, apesar dela ser o Avatar e prima direta. Eles falam de maneira muito monótona e parecem superanalisar cada situação onde se encontram. Quando demonstram humor, suas risadas são muito sombrias.

Apesar de seu desinteresse e apatia normal, Desna e Eska tem uma forte relação e compartilham muitos sentimentos entre si, em particular o singular senso de humor. Eska se importa tanto com seu irmão e o bem estar dele a ponto de abertamente desafiar suas ordens para garantir a segurança de Desna.

Família[]

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
Senna
   
   
Tonraq
   
   
Unalaq
   
   
Malina[1]
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
Korra
   
   
   
   
   
   
Desna
   
   
Eska

Referências[]

  1. Predefinição:Cite web
Advertisement