Avatar Wiki
Advertisement
Emblema da Tribo da ÁguaEmblema da Dobra de Água


Desna e Eska são os filhos gêmeos do chefe Unalaq, bem com os seus sucessores como líderes da Tribo da Água do Norte e primos de Korra. Eles foram inicialmente muito leais ao seu pai, atendendo todas as suas ordens, até que ele usou a Convergência Harmônica para se tornar o Avatar Sombrio, percebendo que o seu pai estava além da salvação, eles se voltaram contra ele e ajudaram a Equipe Avatar a salvar do mundo da era da escuridão. [2]

História[]

Primeiros anos[]

Desna e Eska nasceram em 155 DG de Unalaq e Malina.[3] Cresceram no Norte e desenvolveram pouca atração pela Tribo do Sul e seus habitantes, incluindo sua prima, Korra.[4]

171 DG[]

Conhecendo Bolin[]

Em 171 DG, acompanharam o pai em viagem ao Polo Sul no Festival dos Espíritos Glaciais, como os filhos do chefe sentaram-se na mesa de honra durante o banquete real em honra ao seu pai e escutaram com atenção a conversa de seu pai com Korra, mas se mantiveram em silêncio. Após o jantar, eles compareceram ao festival de carnaval, onde permaneceram solenemente, olhando com desinteresse para os transeuntes, antes que Eska fosse abordada por Bolin, que tentava encantá-la. Eska o encarou atentamente, respirando fundo, fazendo com que o dobrador de terra ficasse nervoso, e Desna afirmou monotonamente que achava que Bolin estava tentando estabelecer um vínculo com sua irmã. Divertido com a ideia de passar um tempo com alguém de uma formação cultural diferente, Eska prontamente declarou que agora ele pertencia a ela. Quando Bolin perguntou se ela o queria como namorado ou escravo, ela permaneceu ambígua e, em vez disso, ordenou que ele ganhasse seus prêmios.[5]

Viagem ao Pólo Sul[]

Algum tempo depois, os gêmeos acompanharam seu pai, Korra, Mako, Bolin e Tonraq ao centro do Pólo Sul, onde Avatar Korra abriria o portal espiritual adormecido da Tribo da Água do Sul para impedir os ataques dos espíritos sombrios. Desna e Eska foram escalados para viajar em um camelo ártico, embora quando Bolin chegou em uma moto de neve com boleia, Eska perguntou se o sidecar tinha capacidade para dois passageiros. Bolin avidamente disse a ela que sim, interpretando sua pergunta como Eska querendo ir com ele, embora ela pretendesse que Bolin levasse ela e seu irmão como passageiros, para grande desgosto de Bolin.

Quando o grupo mais tarde montou acampamento para passar a noite, Korra perguntou a Unalaq se ele tinha uma teoria sobre por que os espíritos das trevas estavam atacando. Bolin, cada vez mais assustado, se aproximou de Eska e colocou a cabeça em seu ombro. Ela afirmou secamente que ele não precisava se preocupar, pois ela o protegeria, apelidando-o de seu "fraco pato tartaruga".

Enquanto o grupo avançava novamente, eles foram emboscados por espíritos sombrios, um dos quais entrou no motor do snowmobile, fazendo com que a máquina enlouquecesse, mandando os gêmeos e Bolin em alta velocidade em direção a uma montanha. Sem emoção, mesmo com a perspectiva da morte certa, os gêmeos agarraram Bolin e pularam da máquina antes que ela batesse. Eles deixaram Bolin deslizar pela encosta por conta própria, enquanto usavam sua dobra para criar sapatas de gelo e patinar montanha abaixo com controle perfeito, parando com o resto do grupo. Quando Bolin parou com seu macacão de neve totalmente inflado, Eska ajudou-o a desinflar furando seu casaco com três pontas de gelo. Os gêmeos cavalgaram o resto do caminho no camelo ártico de Mako, arrastando Bolin, que permaneceu sentado no snowmobile agora destruído.[6]

Depois que Korra conseguiu restaurar as luzes do sul e saiu ilesa da floresta, Bolin foi o primeiro a abraçá-la. No entanto, Eska o quebrou dobrando uma parede de gelo entre o dobrador de terra e o Avatar, deslizando o primeiro de volta para ela, exigindo saber por que ele estava iniciando o contato físico com outra mulher. Bolin sorriu nervosamente e Eska o soltou, antes de ir embora com seu irmão. [9]

Personalidades[]

Arquivo:Desna and Eska laughing.png

Desna e Eska riram de forma incomum com uma piada feita por Eska.

Desna e Eska mostram muito pouca emoção, exceto por tédio, o que é atribuível ao seu desprezo compartilhado pela maioria das pessoas, lugares e coisas.[7] Esse desgosto se estende a Korra, a quem eles menosprezam devido à sua herança da Tribo da Água do Sul, apesar dela ser a Avatar e sua prima paterna de primeiro grau.[8] Eles falam de maneira muito monótona e objetiva e parecem analisar demais qualquer situação em que estão. Sempre que mostram humor, suas risadas são estranhas e entrecortadas.[4] Seu humor cáustico resultou em algumas situações políticas tensas, e eles não eram considerados os líderes mais simpáticos como chefes.[9]

Apesar de seu desinteresse e apatia na maioria das ocasiões, Desna e Eska têm um relacionamento próximo entre si e compartilham muitos sentimentos, especialmente em seu senso de humor seco. Eska se preocupa muito com o irmão e com seu bem-estar, o suficiente para desafiar abertamente as ordens de Unalaq e desertá-lo para garantir a segurança de Desna.[10] Alguns também acreditam que os gêmeos excêntricos apoiam certas políticas como chefes simplesmente para se divertir, como seu apoio aberto a relacionamentos do mesmo sexo, mas aqueles próximos aos chefes sabiam que seu apoio era, de fato, sincero.[9]

Como líderes da Tribo da Água do Norte, os gêmeos têm pouca tolerância para bajuladores insinceros. Se alguém quiser ficar bem com um deles, deve ficar bem com ambos.[11]

Desna[]

Desna mostrou-se ocasionalmente sarcástico, como quando zombou de Mako durante a investigação para encontrar Varrick,[12] bem como estoico e analítico, questionando seu pai sobre suas mentiras[13] e atividades no Mundo Espiritual, e até mesmo irritado, comentando sobre as mangas mal costuradas de suas roupas.[14] Ele também repreendeu Korra quando ela afirmou que a fusão de Unalaq com Vaatu o transformaria em um monstro; Desna jurou que ele e Eska tinham total confiança em seu pai.[15] No entanto, depois de ver a completa falta de preocupação de Unalaq com a vida humana depois de se tornar o Avatar Sombrio, Desna prontamente aceitou as ambições de seu pai como sendo monstruosas e afirmou, sem rodeios, depois que seu pai morreu, que não sentiria falta dele de forma alguma.[1]

Eska[]

Arquivo:Enraged Eska.png

Embora geralmente composta, Eska pode perder o controle quando está severamente emocionalmente angustiada.

Eska se demonstrou possessiva, arrastando Bolin para longe de Korra enquanto o dobrador de terra estava abraçando a Avatar.[6] Ela também disse a ele que ele iria com ela para a Tribo da Água do Norte, onde viveriam juntos suas vidas em "bênção gélida", e ameaçou congelá-lo e alimentá-lo aos piranhas golfinho sempre que ele tentasse terminar com ela.[4] Ela tentou forçar Bolin a se casar com ela e o submeteu a uma transformação para que ele combinasse mais com ela em aparência. Depois de ser deixada plantada, ela quebrou seu estado característico de ausência de emoção chorando e rastreando Bolin em um acesso de raiva,[12] além de atacar impiedosamente Korra e culpá-la por roubar seu futuro marido dela.[16] Embora posteriormente tenha retornado à sua atitude geral estoica, Bolin permaneceu querido para ela, pois ele conseguiu encantá-la para libertar tanto Mako quanto ele de uma prisão de gelo.[2] Após a derrota de Unalaq, ela compartilhou uma despedida emocionada com ele quando seguiram caminhos diferentes.[1]

Família[]

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
Senna
   
   
Tonraq
   
   
Unalaq
   
   
Malina[17]
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
Korra
   
   
   
   
   
   
Desna
   
   
Eska

Referências[]

  1. 1,0 1,1 1,2 Luz no Escuro. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 26. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  2. 2,0 2,1 Cai a Escuridão. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 25. Nickelodeon. (22 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  3. Official Family Trees. Nickelodeon. Retrieved on janeiro 23, 2015.
  4. 4,0 4,1 4,2 Guerras Civis, Parte 1. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 15. Nickelodeon. (20 de setembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  5. Espírito Rebelde. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 13. Nickelodeon. (13 de setembro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  6. 6,0 6,1 As Luzes do Sul. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 14. Nickelodeon. (13 de setembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  7. Eska and Desna. Nickelodeon (28 de agosto de 2013). Archived from the original on Erro: tempo inválido.. Retrieved on agosto 28, 2013.
  8. Sims, Chris (2013-07-01). The Legend of Korra: Enhanced Experience Reveals New Characters From Book 2. Comics Alliance. Retrieved on julho 1, 2013.
  9. 9,0 9,1 Avatar Legends: The Roleplaying Game. Core Book, Version 1.0, 2022, p. 85.
  10. O Guia. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 21. Nickelodeon. (1 de novembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  11. Avatar Legends: The Roleplaying Game. Core Book, Versão 1.0, 2022, p. 84.
  12. 12,0 12,1 Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas CW2
  13. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas STI
  14. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas EQ
  15. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas HC
  16. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas PK
  17. Official Family Trees. Nickelodeon. Retrieved on janeiro 23, 2015.
Advertisement