Avatar Wiki
Advertisement
Emblema da Dobra de Fogo.pngEmblema da Nação do Fogo.png


Chit Sang era um presidiário na prisão de Rocha Fervente na Nação do Fogo. Ele alegou que foi falsamente acusado do crime pelo qual foi condenado e manteve sua inocência.[1] Ele era rebelde por natureza, exibindo "comportamento indisciplinado" de acordo com os guardas da prisão e era frequentemente perseguido por eles. Quando Sokka e o Príncipe Zuko invadiram a prisão, eles formaram uma aliança com Chit Sang e, com a ajuda de Suki, escaparam.

História[]

Vida na prisão[]

No verão de 100 DG, Chit Sang foi repreendido por um guarda por não se curvar enquanto o guarda passava. Enquanto Chit Sang tentava voltar pacificamente para sua cela, o guarda provocou deliberadamente uma resposta atacando-o com um chicote de fogo, forçando-o a se defender usando dobra de fogo. Ele foi levado a geladeira por quebrar as regras da prisão, que declaravam que dobrar fogo era proibido. Enquanto estava na geladeira, Chit Sang foi visitado pelo diretor, que aparentemente ouviu que Chit Sang havia tentado dobrar o fogo para escapar. O diretor o lembrou de que nenhuma pessoa jamais havia escapado de Rocha Fervente e afirmou que ele preferia pular no lago fervente do que que aquele recorde fosse quebrado.

Mais tarde, Chit Sang ouviu Sokka, Zuko e Suki tramando um plano de fuga. Ele exigiu entrar no assunto, ameaçando expor a trama aos guardas. Sokka concordou relutantemente, e os quatro começaram a planejar. O plano envolveria completamente destrancar uma das geladeiras e usá-la como um barco para atravessar o lago fervente. Chit Sang e Zuko decidiram encenar uma luta com dobra de fogo, para que Zuko pudesse entrar na geladeira.

Chit Sang inicialmente tentou escapar em uma geladeira.

Quando se reuniram na orla, Chit Sang apareceu com a geladeira com sua namorada e melhor amigo. Sokka, Suki e Zuko decidiram ficar para trás, na chance de que uma gôndola se aproximando pudesse ter o pai de Sokka nela. Chit Sang e seus companheiros continuaram;[2] no entanto, a sorte não estava do lado deles. Frustrado com o calor e a corrente lenta, o ex-prisioneiro arrancou um pedaço do revestimento de metal, pretendendo usá-lo como remo. Quando ele enfiou o remo na água, um pouco da água superaquecida do lago respingou em sua mão, fazendo-o gritar de dor. Isso alertou o diretor de sua tentativa de fuga, e ele e seus amigos foram detidos e encarcerados novamente.

Sabendo que Chit Sang não era inteligente o suficiente para bolar esse plano sozinho, o diretor o interrogou para descobrir quem era. Após a tortura sendo suspenso de cabeça para baixo até que o sangue subisse à sua cabeça, Chit Sang revelou que foi um homem disfarçado de guarda que propôs o plano. Quando o diretor alinhou vários guardas, incluindo Sokka, Chit Sang identificou o guarda que o havia assediado antes, provando sua alegação anterior sob tortura de que ele não era um delator e também obtendo vingança ao mesmo tempo. O diretor estava disposto a acreditar na mentira de Chit Sang, vendo como era conveniente que o guarda o tivesse colocado na mesma geladeira que Chit Sang usara para tentar escapar.[3]

Fuga de Rocha Fervente[]

Mais tarde, Chit Sang foi solto no pátio da prisão junto com todos os outros presidiários, onde procurou Sokka, Suki e Hakoda. Ele disse a Sokka que sabia que eles estavam planejando outra tentativa de fuga e queria fazer parte dela, já que Sokka lhe devia uma por não tê-lo denunciado ao diretor. Depois que a tentativa de Hakoda de iniciar uma luta falhou devido ao desânimo dos presos, Chit Sang teve sucesso simplesmente pegando um prisioneiro menor e gritando "Ei! Rebelião!" Instantaneamente, os prisioneiros foram incendiados, tanto figurativo quanto literalmente. Hakoda notou isso como impressionante.

Em meio à rebelião em andamento, Suki conseguiu capturar o diretor, e Chit Sang carregou o diretor amarrado e amordaçado como refém enquanto ele e os outros fugitivos se dirigiam à gôndola. Apesar de quase mergulhar nas águas ferventes abaixo, Chit Sang e os outros sobreviveram à gôndola e escaparam da ilha através do dirigível de Azula que estava presente na visita de Azula à prisão. Mais tarde, ele se juntou ao grupo do Avatar no Templo do Ar do Oeste.[3]

Vida depois[]

Quando o Templo do Ar do Oeste foi bombardeado por Azula e sua frota, Chit Sang escapou com Hakoda, Teo, O Duque e Haru no dirigível capturado.[4]

Personalidade[]

"Você não se curvou quando eu cheguei, Chit Sang! [...]"
"Me obriga."
―Chit Sang recusando-se a se curvar ao guarda valentão.[2]

Chit Sang costumava dizer que era inocente, independentemente de ser culpado ou não.

Chit Sang era um homem teimoso e egoísta, geralmente fazendo coisas para ganho pessoal, mesmo que outros o aconselhassem a não fazer isso. No entanto, ele também mostrou sinais de gratidão e cooperação, bem como de confiabilidade no caso de ele não revelar Sokka e Zuko como impostores, mesmo sob coerção. Seu egoísmo e atitude teimosa foram revelados pela primeira vez quando ele insistiu em tentar escapar, mesmo depois que o primeiro plano para escapar de Rocha Fervente foi adiado. Devido à impaciência de Chit Sang, o plano falhou e ele foi preso mais uma vez.[2]

Percebendo que estava errado em desconsiderar o conselho de Sokka, ele decidiu ajudar com o próximo plano de fuga, que teve sucesso devido à cooperação da equipe, permitindo que todos os cinco presos escapassem. Embora sua atitude e egoísmo parecessem ter mudado devido ao seu fracasso, um fiapo de egoísmo ainda poderia ser visto como evidenciado pelo fato de que ele decidiu deixar seu melhor amigo e namorada fora do próximo plano de fuga.[3]

Aparições[]

Avatar: A Lenda de Aang[]

Livro Três: Fogo (火)[]

Trivia[]

  • Chit Sang foi o segundo membro adulto da Equipe Avatar; o primeiro foi Hakoda.
  • Chit Sang foi nomeado em homenagem ao pai de May Chan, o escritor de "A Rocha Fervente - Parte 1".[5]
  • Seu nome soa semelhante a uma frase que significa em cantonês "fazer barulho" ou qualquer coisa relacionada aos ruídos da boca, como falar, gritar, etc.
  • Aparentemente, Chit Sang não teve escrúpulos em ficar com a Equipe Avatar, apesar de ser um civil da Nação do Fogo. O fato de ele alegar ser falsamente acusado pode sugerir que seu crime foi traição ao país, o que significa que ele poderia não concordar com a guerra.
  • Chit Sang foi o primeiro dobrador de fogo conhecido, descendente da Nação do Fogo, a não ter olhos âmbar.

Referências[]

  1. 1,0 1,1 Do antigo site oficial de Avatar: A Lenda de Aang, originalmente em Nick.com. Em inglês; já não mais atualizado, nem disponível. Enciclopédia arquivada em aqui. The Lost Lore of Avatar Aang - Character: Chit Sang.
  2. 2,0 2,1 2,2 A Rocha Fervente - Parte 1. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 14. Nickelodeon. (16 de julho de 2008). May Chan (roteirista) & Joaquim Dos Santos (diretor).
  3. 3,0 3,1 3,2 A Rocha Fervente - Parte 2. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 15. Nickelodeon. (16 de julho de 2008). Joshua Hamilton (roteirista) & Ethan Spaulding (diretor).
  4. Os Atacantes do Sul. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 3. Episódio 16. Nickelodeon. (17 de julho 2008). Elizabeth Welch Ehasz (roteirista) & Joaquim Dos Santos (diretor).
  5. Avatar Extras para "A Rocha Fervente - Parte 1" na Nicktoons Network.
Advertisement