Avatar Wiki
Advertisement
Emblema da Dobra de ArEmblema dos Nômades do Ar


"Escolha bem, um bisão voador é companheiro para toda a vida"
— Irmã Iio a uma criança Nômade do Ar

O bisão do ar, bisão do céu ou bisão voador é um animal voador altamente respeitado pelos Nômades do Ar, inspirando-os na arte de dobra de ar. Os Nômades do Ar viram que ao longo da vida dos bisões do ar cresciam setas por seu corpo. Como homenagem por eles terem ensinado a dobra de ar, em um determinado ano da vida de um Nômade do Ar, eles também costumam tatuar setas pelo seu corpo. É de costume todos os jovens Nômades do Ar escolherem um bisão do ar como seu companheiro pela vida. Appa, o bisão voador de Aang, foi pensado ser o último bisão do ar, mas o avatar descobriu um novo rebanho durante suas aventuras após a Guerra dos Cem Anos. A partir deste rebanho, há agora manadas saudáveis de bisões voadores em alguns Templos do Ar, incluindo Oogi, companheiro do filho de Aang, Tenzin

História[]

Antes da Guerra dos Cem Anos, muitos bisões voadores viviam nos templos do ar. Eles eram altamente respeitados pelos Nômades do Ar, que os consideravam os primeiros dobradores de ar. Enquanto os dobradores de ar estavam em treinamento, cada um deles recebia um bisão voador para se tornar seu companheiro vitalício. Acredita-se que o bisão do céu era a única maneira pela qual as pessoas podiam chegar a um templo do ar durante o tempo do Avatar Aang.

Após o Genocídio dos Nômades do Ar, acredita-se que Appa fosse o último dos bisões voadores. No entanto, durante suas aventuras após a Guerra dos Cem Anos, Aang descobriu uma nova manada que começou a crescer novamente, com colônias de bisões saudáveis residindo em todos os templos do ar.[2]

Arquivo:Flying bison herd.png

O Bhanti criou uma manada de bisões voadores nos anos após a Guerra dos Cem Anos.

Quando Ikki fugiu enquanto visitava o Templo do Ar do Sul em 171 DG, ela se escondeu em uma caverna que uma família de bisões havia feito de sua casa. Enquanto os dois pais estavam fora, a jovem dobradora de ar entretinha os quatro bezerros que ela havia chamado de Cabeça de Especiarias de Mirtilo, Princesa Arco-Íris, Estrela de Amido de Brilho e Vaga-lume de Junípero. Quando Tenzin eventualmente encontrou sua filha, ele se juntou a ela na caverna, criando um vínculo especial com Cabeça de Especiarias de Mirtilo.[3]

Após Korra se reconectar com seu Espírito Avatar, ela recebeu um bisão voador de uma manada que uma xamã idosa e outros membros do Bhanti haviam criado desde a Guerra dos Cem Anos. A Avatar usou o bisão para viajar até o Templo do Ar do Leste em preparação para a próxima Convergência Harmônica.[4] Poucas semanas após a Convergência Harmônica, caçadores furtivos perto do Templo do Ar do Norte começaram a capturar bezerros de bisão de uma semana de idade para vendê-los como comida para a classe alta em Ba Sing Se, mas foram impedidos por Tenzin, os novos dobradores de ar e os bisões adultos.[5]

Quando o Lótus Vermelho emboscou a Nação do Ar no Templo do Ar do Norte, os dobradores de ar tentaram evacuar usando os bisões voadores no estábulo. No entanto, antes que pudessem alcançá-los, uma explosão próxima, causada por P'Li, assustou os animais, que partiram sem os humanos. Mais tarde naquela noite, um bezerro de bisão lambeu Kai enquanto o jovem dobrador de ar estava suspenso de cabeça para baixo em uma árvore depois de ser nocauteado por P'Li. Quando ele recobrou a consciência, o bezerro se abaixou, permitindo que Kai descesse em suas costas. Acariciando sua cabeça, o bisão os levou embora dali.[6]

Quando a Tríade da Ameaça Tripla atacou o Portal Espiritual, um bisão voador transportou a Equipe Avatar da Templo do Ar da Ilha para Cidade República para ajudar na defesa do portal.[7]


Comportamento[]

Arquivo:Flying bison calves.png

Bezerros de bisões voadores não conseguem voar por uma ou duas semanas após o nascimento.

Todos os bisões voadores empregam a dobra de ar para voar, usando suas caudas largas para navegar pelas correntes de ar e se defender de ataques. Eles também são capazes de usar a boca para dobrar o ar.[8] Os bisões voadores voam para pastar no topo das árvores.[9] Como os jovens bisões voadores são incapazes de voar por uma ou duas semanas depois de nascerem, os adultos do rebanho ficarão próximos ao solo durante esse período para protegê-los.[5]

O bisão voador possui uma boa memória, já que Appa encontrou o caminho de volta ao local da biblioteca de Wan Shi Tong depois que o prédio desapareceu no Mundo Espiritual, deixando nada além de uma cratera comum no meio de um deserto praticamente indefinido.< ref name="L">A Biblioteca. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 10. Nickelodeon. (14 de julho de 2006). John O'Bryan (roteirista) & Giancarlo Volpe (diretor).</ref>

Embora bastante dóceis, os bisões voadores podem ser oponentes ferozes e poderosos se pressionados ou enfurecidos, possuindo grande força física e habilidades de controle de ar, como Appa demonstrou em diversas ocasiões. Os pais também protegem seus filhos jovens e incapazes de voar e atacarão qualquer um que se aproxime deles. Porém, se a pessoa se der bem com o bisão, ela poderá se aproximar dos bezerros.[5] Essas criaturas eram o principal meio de transporte dos Nômades do Ar.

Arquivo:Bison apito.png

Um apito de bisonte pode ser usado para invocar um bisão voador.

Era costume que os jovens Nômades do Ar escolhessem um bisão voador para ser seu companheiro de vida: Aang escolheu Appa no Templo do Ar do Leste quando ele era criança, dando-lhe uma maçã.[8] Essa tradição mudou após o surgimento da Nação do Ar, com os próprios bisões escolhendo seus próprios companheiros para toda a vida.[10] Se o companheiro humano de um bisão voador morre, esse bisão normalmente fugirá para se tornar parte de um rebanho selvagem, embora Pengpeng, o bisão voador de Kelsang, tenha escolhido permanecer com Avatar Kyoshi e seus companheiros seguindo a morte do mestre dobrador de ar.[11] No entanto, até mesmo Pengpeng eventualmente deixou Kyoshi no Templo do Ar do Sul para criar seus próprios bezerros.[12][13]

Dobradores de ar usam o comando "yip-yip" para fazer seu bisão voar, com a associação entre a dica verbal e a ação se tornando aparente mesmo antes do treinamento formal dos bezerros.[6] Para invocar um bisão de um local distante, é possível usar um apito de bisão, que emite um som em uma frequência inaudível para os humanos, mas claramente detectável pelo bisão.[14] Leva anos para um indivíduo domar e treinar verdadeiramente um bisão.[5]

No Templo do Ar do Norte, dominadores de ar realizaram campeonatos de bison polo, que foi jogado no ar; enquanto dobradores de ar montavam em seus bisões e tentavam forçar a bola com seu taco de pólo no gol do adversário.[15]

Habilidades[]

Dobra de Ar: Vôo,Lapadas de Vento com a cauda,Super Sopro

Grandes Chifres e Dentes

Bisões conhecidos:[]

Veja também[]

  • Fauna no Mundo de Avatar
  • Transporte no Mundo de Avatar
  1. Lago Laogai. Avatar: A Lenda de Aang. Temporada 2. Episódio 17. Nickelodeon. (6 de novembro de 2006). Tim Hedrick (roteirista) & Lauren MacMullan (diretor).
  2. San Diego Comic-Con 2011
  3. Guerras Civis, Parte 2. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 16. Nickelodeon. (27 de setembro de 2013). Michael Dante DiMartino (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  4. Inícios, Parte 2. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 20. Nickelodeon. (18 de outubro de 2013). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 Autênticos Dobradores de Ar. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 7. Nickelodeon. (18 de julho de 2014). Tim Hedrick (roteirista) & Melchior Zwyer (diretor).
  6. 6,0 6,1 O Ultimato. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 11. Nick.com. (15 de agosto de 2014). Joshua Hamilton (roteirista) & Colin Heck (diretor).
  7. DiMartino, Michael Dante (autor), Koh, Irene (artista), Piekos, Nate; Blambot (letrista), Campbell, Heather; Bak, Jane (cover), Ng, Vivian (colorista). Guerras Teritoriais Parte Um (26 de julho de 2016), Dark Horse Comics.
  8. 8,0 8,1 Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas ALD
  9. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas SB
  10. Predefinição:Cite Episode
  11. Yee, F. C. (autor), DiMartino, Michael Dante (autor). (16 de julho de 2019). Chapter Eighteen, "The Town". The Rise of Kyoshi. Amulet Books.
  12. Predefinição:Citar Kyoshi
  13. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas TRoK15
  14. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas WS
  15. Predefinição:Cite Episode
Advertisement