Avatar Wiki
Advertisement
Emblema dos Nômades do Ar


Os Acólitos do Ar são uma ordem de monges e monjas que residem no Templo do Ar da Ilha e nos quatro Templos do Ar originais. Embora eles não sejam dobradores de ar, eles continuam os ensinamentos, cultura e tradições dos Nômades do Ar através da prática, como ensinado a eles por Avatar Aang.

História[]

Os Acólitos do Ar foram fundados em 101 DG dos membros do Fã Clube Oficial do Avatar Aang. O próprio Aang ensinou aos membros do grupo os caminhos dos Nômades do Ar e batizou-os de "Acólitos do Ar", em vez de um simples fã-clube.

Um pequeno grupo de Acólitos do Ar, formado por Yee-Li, Xing Ying e Jingbo viajou com Aang e seus amigos no ano seguinte numa tentativa de reavivar o Festival de Yangchen, uma celebração da coexistência do ser humano e do espírito que havia desaparecido desde que o Genocídio dos Nômades do Ar. O grupo notou que agora havia uma cidade na terra sagrada. Instalada lá, estava a Refinaria Fogo e Terra, uma operação de mineração para o suprimento mineral. Aang e os Acólitos tentaram celebrar o festival, no entanto, mas foram forçados a retornar à mina devido a terremotos contínuos. Eles ajudaram a tratar os trabalhadores feridos após o seu resgate e também distribuíram comida para eles depois que o espírito do General Ferro Velho destruiu a refinaria, mas foi derrotado por Aang. Pouco depois, os Acólitos do Ar reuniram-se no Dragão de Jasmim para aulas de meditação com Avatar Aang. O grupo retornou à cidade da fábrica diversos meses mais tarde a fim participar no desfile para o festival da amizade dos espírito com um recruta novo, Loban.

O número dos Acólitos cresceu, e eles viveram nos quatro antigos Templos de Ar, cuja restauração Aang começou.

Ressurgimento da Nação do Ar[]

Os Acólitos do Ar continuaram a crescer em número e começaram a surgir como a nova Nação do Ar. O novo governo da Nação do Fogo buscou fazer reparações e tentou devolver relíquias dos Nômades do Ar, embora muitos artefatos tivessem sido completamente destruídos.[1] Os Acólitos do Ar procuraram por qualquer relíquia ou documentação sobre os Nômades do Ar que tivesse sobrevivido à Guerra dos Cem Anos e consideravam cada pedaço da história dos Nômades do Ar como precioso. Eles também fizeram o melhor que puderam para memorizar como os feriados eram celebrados, as histórias contadas e os rituais conduzidos, para que pudessem reconstruir a cultura perdida dos Nômades do Ar da melhor forma possível, e não tivessem que depender totalmente dos ensinamentos do Avatar Aang.[2]

Arquivo:Tenzin notices the smoking gates.png

Um grupo de Acólitos do Ar foi o primeiro a notar que os portões de dobra de ar estavam sendo vandalizados.

Com o crescimento do número de Acólitos do Ar em apenas alguns anos, alguns acharam que era o momento certo para começar a reparar os templos.[2] Os acólitos eventualmente ajudariam o Avatar Aang a restaurar os quatro templos aéreos originais e passaram a habitá-los, bem como a Templo do Ar da Ilha, um novo templo em uma pequena ilha na costa da Cidade República.

Dedicados a restaurar e manter a história e as crenças dos Nômades do Ar, muitos Acólitos do Ar também se tornaram peregrinos, viajando entre os templos do ar para aumentar seu conhecimento.[3] Até 128 DG, um Acólito do Ar estava representando a Nação do Ar no Conselho da República Unida.[4] Vários anos depois, um grupo de acólitos notou alguns vândalos desfigurando os antigos portões de dobra de ar na Ilha do Templo do Ar, levando o filho de Aang, Tenzin, a persegui-los até a Cidade República.[5]

Vários acólitos estavam no Templo do Ar da Ilha quando Korra chegou em 170 DG, e mais tarde ajudaram Tenzin a reconstruir os portões de dobra de ar de dois mil anos depois que Korra os destruiu durante seu treinamento de dobra de ar.[6] Quando Mako, Bolin e Asami ficaram sem-teto, alguns dos Acólitos do Ar os ajudaram a se mudar para a Ilha do Templo do Ar, pilotando a barca da Ilha do Templo do Ar e transferindo toda a bagagem deles do barco para os quartos, ganhando o elogio de Asami como "trabalhadores incríveis" e "incansáveis".[7]

Dois Acólitos do Ar ajudaram Pema quando ela estava dando à luz seu quarto filho, Rohan. Pouco depois, eles evacuaram a ilha via bisão voador em resposta ao ataque Igualista à Cidade da República.[8]

Arquivo:Southern Air Temple gardens.png

Os Acólitos do Ar do Templo do Ar do Sul sob Shung cumprimentaram a família de Tenzin em sua chegada ao templo.

Quando Tenzin, seus irmãos e a família chegaram ao Templo do Ar do Sul em 171 DG, o Abade Shung e os acólitos os ajudaram a desembalar suas coisas e deram tanto a Tenzin quanto a Pema presentes por dar aos dobradores de ar uma nova vida. Uma acólita confundiu Kya e Bumi também com dobradores de ar, apenas para ser prontamente corrigida pela primeira.[9]

Após a Convergência Harmônica, não dobradores de ar em outras nações começaram a manifestar habilidades de dobramento de ar. Os Acólitos do Ar trabalharam junto com os novos dobradores de ar para formar uma nova identidade cultural informada pelo passado dos Nômades do Ar, mas ao mesmo tempo divergindo dele.[10] Pelo menos um Acólito do Ar, Otaku, tornou-se ele mesmo um dobrador de ar.[11] No entanto, houve desafios em manter os não dobradores relevantes e ativos na Nação do Ar uma vez que os novos dobradores de ar começaram a se tornar ativos. A adesão começou a estagnar, e alguns Acólitos do Ar saíram, pois estavam desapontados por não terem desenvolvido o dobramento de ar.[12]

Duas semanas após Zaheer e os conhecidos membros da Lótus Vermelha terem sido derrotados, os Acólitos do Ar na Ilha do Templo do Ar participaram da cerimônia de nomeação de Jinora como mestre dobradora de ar.[13]

Três anos depois, um grupo de Acólitos do Ar estava entre os últimos a serem evacuados durante a invasão da República Unida das Nações, ficando presos na Estação Central da Cidade antes do Príncipe Wu chegar com texugo-toupeiras. Os Acólitos seguiram os animais enquanto escavavam uma rota de fuga para os evacuados.[14]

Trívia[]

  • Homens Acólitos do Ar trajavam vestes amarelas com uma faixa vermelha, enquanto os membros femininos usam vestes vermelhas com uma faixa amarela. No entanto, o abade Shung, apesar de ser um homem Acólitos do Ar, também veste uma túnica vermelha com uma faixa amarela.
  • Homens Acólitos do Ar raspavam completamente ou parcialmente suas cabeças, mesmo que eles não recebem habituais tatuagens dos Nômades do Ar. A maioria das mulheres Acólitos do Ar, no entanto, não raspavam parcialmente suas cabeças como as mulheres Nômades do Ar faziam.
  • Embora os Acólitos do Ar sigam muitas das tradições dos Nômades do Ar, eles não praticam a segregação de gênero na mesma medida, como enquanto eles têm áreas separadas para uso pessoal, homens e mulheres cohabitam em todos os templos do ar.

Referências[]

  1. Avatar Legends: O Jogo de Interpretação de Papéis. Livro Básico, Versão 1.0, 2022, p. 89.
  2. 2,0 2,1 Avatar Legends: O Jogo de Interpretação de Papéis. Livro Básico, Versão 1.0, 2022, p. 71.
  3. A Lenda de Korra—A Arte da Série Animada, Livro Dois: Espíritos, página 40.
  4. Do Passado. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 9. Nickelodeon. (9 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  5. Uma Folha no Vento. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 2. Nickelodeon. (14 de abril de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  6. Quando os Extremos se Encontram. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 8. Nickelodeon. (2 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  7. Invertendo a Maré. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 10. Nickelodeon. (16 de junho de 2012). Michael Dante DiMartino, Bryan Konietzko (roteiristas) & Joaquim Dos Santos, Ki Hyun Ryu (diretores).
  8. As Luzes do Sul. A Lenda de Korra. Temporada 1. Episódio 14. Nickelodeon. (13 de setembro de 2013). Joshua Hamilton (roteirista) & Ian Graham (diretor).
  9. Avatar Legends: O Jogo de Interpretação de Papéis. Livro Básico, Versão 1.0, 2022, p. 90.
  10. Autênticos Dobradores de Ar. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 7. Nickelodeon. (18 de julho de 2014). Tim Hedrick (roteirista) & Melchior Zwyer (diretor).
  11. Avatar Legends: O Jogo de Interpretação de Papéis. Cidade da República, Versão 1.0, 2023, p. 30.
  12. Veneno da Lótus Vermelho. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 13. Nick.com. (22 de agosto de 2014). Tim Hedrick, Joshua Hamilton (roteiristas) & Melchior Zwyer (diretor).
  13. Dia do Colosso. A Lenda de Korra. Temporada 2. Episódio 25. Nick.com. (19 de dezembro de 2014). Tim Hedrick (roteirista) & Ian Graham (diretor).
Advertisement